A semântica dos nomes nus no português brasileiro falado em Teresina - PI

Nize da Rocha Santos Paraguassu Martins, Rivanildo da Silva Borges

Resumo


Este artigo investiga a semântica dos nomes sem determinantes no português brasileiro (doravante PB) falado em Teresina - PI. Chierchia (1998) propõe uma parametrização nominal das línguas naturais, tendo em vista os nomes que aparecem sem determinantes (também chamados nomes nus). Na sua proposta, o autor delimita os três possíveis tipos de línguas: (i) línguas em que os nomes nus aparecem livremente em posição argumental sem marcação de número (singular nu); (ii) línguas em que só há possibilidade de nomes nus com marcação de número (plural nu) e sob condições restritas; (iii) e línguas em que ocorrem nomes no singular nu (para nomes massivos) e no plural nu (nomes contáveis). Na descrição do PB, há um consenso quanto à necessidade de revisão do parâmetro proposto por Chierchia, pois nessa língua os nomes nus ocorrem livremente como argumento, tanto no singular nu quanto no plural nu. Assim, a questão que buscamos responder é se, no PB falado em Teresina, encontramos os nomes nus com esse comportamento aparentemente livre e, quanto a sua denotação, quais interpretações eles licenciam. Para tanto, desenvolvemos uma pesquisa bibliográfica, recorrendo qualitativamente ao corpus de análise linguística PORFATER, com o objetivo de explicitar as posições em que os nominais nus ocorrem no PB e as interpretações que eles licenciam, além de investigar se esses nomes denotam ou não espécie. Os resultados mostram que: os nomes nus aparecem livremente apenas em posição de objeto, variando sua interpretação entre leitura genérica e existencial; e não há casos de nomes nus denotando espécie. Concluímos que os nomes sem determinantes no PB falado em Teresina são todos indefinidos heiminianos, que não possuem a capacidade de denotar espécie e que a posição aparente de sujeito ocupada pelo nome nu trata-se de um tópico sentencial, conforme a proposta de Müller (2004).

 


Palavras-chave


Semântica formal; Nomes nus; Português Brasileiro; PORFATER

Texto completo:

PDF

Referências


BERTUCCI, Roberlei; MULLER, Ana . Sintagmas Nominais Nus Expressam a Distinção Definido VS Indefinido?. In: PIRES DE OLIVEIRA, Roberta & MEZARI, Meiry Perucchi. (orgs.) Nominais Nus: um olhar através das línguas. Campinas: Mercado de Letras, 2012, p. 149-184.

BRAGA, João Vinicius de Almeida. Plural nu: uma visão indefinida. Dissertação de mestrado, UFSC, Florianópolis, 2011.

CARLSON, Gregory. Reference to kinds in English. 1977. Thesis (Ph.D.) – University of Massachusetts, Amherst, 1977.

CHIERCHIA, Gennaro. 1998. Reference to kinds across languages. Natural Language Semantics 6-4:339-405.

DOBROVIE-SORIN, Carmen & PIRES DE OLIVEIRA, Roberta. Generic Bare Singulars in Brazilian Portuguese. Romance Linguistics 2008. Interaction in Romance, Karlos Arregi, Zusuzsanna Fagyal, Silvina Montrul, Annie Tremblay (eds.), John Benjamin, 2008.

MÜLLER, Ana . Sentenças genericamente quantificadas e expressões de referência a espécies no português do brasil. Cadernos de Estudos Linguísticos (UNICAMP), Campinas, v. 39, p. 141-158, 2000.

MÜLLER, Ana . Nomes Nus e o Parâmetro Nominal no Português Brasileiro. Revista Letras (Curitiba), UFPR, Curitiba, v. 58, p. 331-344, 2002.

MÜLLER, Ana; OLIVEIRA, Fatima. . Bare Nominals and Number in Brazilian and European Portuguese. Journal of Portuguese Linguistics, Portugal, v. 3, n.1, p. 9-36, 2004.

MÜLLER, Ana . Tópico, Foco e Nominais Nus no PB. In: NEGRI, Lígia.; FOLTRAN, Maria José; PIRES DE OLIVEIRA, Roberta. (orgs.) Sentido e Significação. São Paulo: Contexto, 2004, p. 77-95.

PIRES DE OLIVEIRA, Roberta; SILVA, Josa Coelho da; BRESSANE, Mariana Rublescki. O singular nu denota espécie: uma investigação empírica. DELTA. Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada (PUCSP. Impresso), v. 26, p. 115-140, 2010.

PIRES DE OLIVEIRA, Roberta. ; ROTHSTEIN, Susan. Bare singular noun phrases are mass in Brazilian Portuguese. Lingua. Haarlem. Print, v. 121, p. 2153-2175, 2011.

POSSENTI, Sírio (Docente). 62º Seminário do Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo (GEL), (30/06/2014 a 03/07/2014), Campinas, SP, Brasil, Oral:"Anáfora e metáfora: entre memória e cognição na Mesa-redonda: Palavras e coisas: efeitos de referência, designação, referenciação".

SANTOLIN, Fabiana. O comportamento semântico do singular nu no português brasileiro. Dissertação de Mestrado. UFSC, 2006.

SCHMITT, Cristina & MUNN, Allan “Against the Nominal Mapping Parameter: Bare nouns in Brazilian Portuguese”, Proceedings of NELS 29, 1999.

SCHMITT, Cristina & MUNN, Allan. The syntax and semantics of bare arguments in Brazilian Portuguese. Linguistic Variation Yearbook 2:253- 269. 2002.

TAVEIRA DA CRUZ, Ronald. A estrutura dos nominais nus e a incorporação semântica no PB. In: PIRES DE OLIVEIRA, Roberta & MEZARI, Meiry Perucchi. (orgs.). Nominais Nus: um olhar através das línguas. Campinas: Mercado de Letras, 2012, p. 149-184.

VIOTTI, Evani; MÜLLER, Ana. O comportamento sintático e semântico de sujeitos indefinidos no PB. Revista Letras, Curitiba, n. 60, Editora UFPR, p. 435-453, jul./dez. A




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2015.2.20402

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS