Relevância e conciliação de metas: adequação lógica e plausibilidade empírica

Suelen Francez Machado Luciano, Fábio José Rauen

Resumo


Wilson (2004) concebe um exemplo para explicar a noção de efeitos cognitivos empregando três suposições como contexto cognitivo inicial: (1) “Eu (provavelmente) pegarei o ônibus”, (2) “Se eu pegar o ônibus, eu irei à conferência”, e (3) “Se eu não pegar o ônibus, eu perderei a conferência”; e duas possibilidades de realização: caso A, no qual o indivíduo pega o ônibus e vai à conferência, e caso B, no qual o indivíduo não pega o ônibus e perde a conferência. No exemplo, Wilson (2004) tem de prever pelo menos duas alternativas opostas de consecução no contexto cognitivo inicial para utilizar como regra dedutiva de eliminação unicamente a regra de modus ponens, sugerindo que esta providência é necessária em todos os usos de condicionais. Nós argumentamos neste artigo que a arquitetura bicondicional pode ser aplicada ao exemplo, diminuindo o custo de processamento inicial e mantendo a adequação lógica. Nós também argumentamos que a arquitetura de conciliação de metas pode explicar não apenas situações nas quais opções de tipo sim/não podem ser antecipadas, mas também situações nas quais opções de tipo sim/não alternativas são viáveis, aumentando a plausibilidade empírica da análise.

Palavras-chave


Pragmática cognitiva; Teoria da relevância; Teoria de conciliação de metas; Adequação lógica; Plausibilidade empírica.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


HEIMBECK, R. S. Theology and Meaning: a Critique of Metatheological Skepticism. Stanford: Stanford University Press, 1969.

LINDSAY, R; GORAYSKA, B. Relevance, Goal Management and Cognitive Technology. In: GORAYSKA, B; MEY, J. Cognition and Technology: Co existence, Convergence, and Co-evolution. Amsterdam: J. Benjamins, p. 63-107, 2004. http://dx.doi.org/10.1075/z.127.05lin

LUCIANO, S. F. M. Relevância e conciliação de metas: adequação lógica e plausibilidade empírica, 2014. 96 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem). Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, Universidade do Sul de Santa Catarina, 2014.

RAUEN, F. J. For a Goal Conciliation Theory: Ante-factual Abductive Hypotheses and Proactive Modeling. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 14, n. 3, p. 595-615, Sept./Dec. 2014. http://dx.doi.org/10.1590/1982-4017-140309-0914

RAUEN, F. J. Avaliação da habilidade de inferência em leitura: estudo de caso com uma questão da Provinha Brasil. Linguagem em (Dis)curso, v. 11, n. 2, p. 217-240, May/Aug. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1518-76322011000200002

SPERBER, D.; WILSON, D. Relevance: communication and cognition. 2nd ed. Londres: Blackwell, 1995.

TOMASELLO, M.; CARPENTER, M.; CALLS, J.; BEHNE, T.; MOLL, H. Understanding and Sharing Intentions: The Origins of Cultural Cognition. Behavioral and Brain Sciences, v. 28, p. 675-735, 2005. http://dx.doi.org/10.1017/S0140525X05000129

WILSON, D. Pragmatic Theory. London: UCL Linguistics Department, 2004. Available at: . Accessed in: 15 Mar. 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2015.1.19622

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS