Viagem, desterro e narratividade: considerações sobre Ana em Veneza, de João Silvério Trevisan

Alexandre Costi Pandolfo

Resumo


Este ensaio tece considerações sobre o romance de João Silvério Trevisan, Ana em Veneza, a partir da imagem do desterro e procura traçar as relações entre viagem e literatura dentro do esquema oferecido pelo romance de Trevisan. Os diálogos desse romance com a obra de Thomas Mann contribuem também para o questionamento filosófico da obra de arte, ao abordarem os temas da desilusão e da morte. Este trabalho procura concentrar-se principalmente nos sofrimentos da personagem Ana e no seu encontro com a personagem de Nepomuceno.

Palavras-chave


Desterro; Viagem; Narratividade

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. A ferida Heine. In: ADORNO, Theodor. Notas de literatura I. Trad. Jorge M. B. de Almeida. São Paulo: Duas Cidades/Ed. 34, 2003a. p. 127-134.

_________. Sobre a ingenuidade épica. In: ADORNO, Theodor. Notas de literatura I. Trad. Jorge M. B. de Almeida. São Paulo: Duas Cidades/Ed. 34, 2003b. p. 47-63.

_________. Teoria estética. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70 [s/d].

AGAMBEN, Giorgio. Política del exilio. Trad. Dante Bernardi. Archipiélago: cuadernos de crítica de la cultur, Barcelona, n. 26-27, p. 41-52, 1996.

BENJAMIN, Walter. O narrador. Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas, v. 1: magia e técnica, arte e política. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. 7.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 197-221.

_________. Sobre o conceito de história. In: BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas, v. 1: magia e técnica, arte e política. Trad: Sérgio Paulo Rouanet. 7.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 222-234.

CANETTI, Elias. A consciência das palavras: ensaios. Trad. Márcio Suzuki. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CORTÁZAR, Julio. América Latina: exílio e literatura. In: CORTÁZAR. Julio. Obra crítica, v. III. Org. Saúl Sosnowski. Trad. Paula Wacht e Ari Roitiman. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. p. 145-164.

KUSCHEL, Karl-Josef; MANN, Frido; SOETHE, Paulo. Terra mátria: a família de Thomas Mann e o Brasil. Trad. Sibele Paulino. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

LANDIM, Teoberto. Acabado, mas imperfeito: uma leitura da ficção contemporânea. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 22, p. 185-194, janeiro-junho, 2013.

MANN, Thomas. Doutor Fausto: a vida do compositor alemão Adrian Leverkühn narrada por um amigo. Trad. Herbert Caro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

_________. Os famintos e outras histórias. Trad. Lya Luft. 2.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

_________. Tonio Kröger & A morte em Veneza. Trad. Maria Deling. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

NANCY, Jean-Luc. La existencia exiliada. Revista de Estudios Sociales [On-line], Colombia, n. 8, p. 01-04, jan. 2001. Disponível em: . Acesso em: 14 de maio de 2014.

PAULINO, Sibele. Transitando em Ana em Veneza, de João Silvério Trevisan: Um romance sem domicílio fixo. Estação Literária, Londrina, v. 10, p. 132-149, dez. 2012.

PAWLIK, Angela; STAHR, Henrick. Die produktive Rezeption von Thomas Mann im Roman Ana em Veneza von João Silvério Trevisan. Pandemonium Germanicum, São Paulo, n. 31, p. 85-107, jan.-jun. 1999.

RIBEIRO, Helano. Ana em Veneza: uma resposta tupiniquim ao pessimismo manniano. Estação Literária, Londrina, v. 7, p. 15-28, set. 2011.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. What am I doing here? Duas figuras na Literatura de Viagem. Floema: caderno de história e teoria literária, Bahia, n. 6, p. 93-108, jan.-jun. 2010.

TREVISAN, João Silvério. Ana em Veneza. São Paulo: Best Seller, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2014.2.17910

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS