Contribuição dos Modelos Multirrepresentacionais à Variação Fonológica

Izabel Cristina Campolina Miranda, Daniela Mara Lima Oliveira Guimarães

Resumo


Este artigo tem como objetivo realizar uma discussão sobre as teorias chamadas multirrepresentacionais (fonologia de uso e modelo de exemplares), destacando a contribuições de tais teorias à compreensão da variação sonora. De acordo com os modelos multirrepresentacionais, a variação é parte do conhecimento que o falante tem da língua, sendo, portanto, representada em sua memória atrelada a fatores sociointeracionais diversos. Sendo assim, considera-se que a representação mental é, assim como a língua, múltipla, variável e dinâmica. Argumenta-se que os modelos multirrepresentacionais apresentam uma contribuição importante aos modelos variacionistas tradicionais ao incorporar padrões gradientes, variáveis e a probabilidade a organização do conhecimento linguístico.

Palavras-chave


Fonologia Baseada no Uso, Modelo de Exemplares, Variação Fonológica

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS