Thomas Mann e Theodor Adorno, ética e estética

Alexandre Costi Pandolfo

Resumo


A partir de três textos de Thomas Mann (um conto, uma novela e um romance), o autor procura expressar narrativamente as tensões que se encontram na obra deste escritor alemão, estabelecendo um diálogo com seu conterrâneo contemporâneo Theodor Adorno e, assim, objetiva trazer à tona as relações que aqui se estabelecem entre literatura e filosofia.

Palavras-chave


Thomas Mann; Theodor Adorno; Estética; Narratividade; Violência

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301

Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional , que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.