Estratégias de preservação cognitiva em indivíduos idosos: o papel da aprendizagem de uma língua estrangeira

Gabriela Quatrin Marzari, Camila Gonçalves dos Santos, Márcia Cristina Zimmer

Resumo


Resumo: O objetivo deste estudo é identificar as principais ações realizadas por pessoas da terceira idade que contribuem para preservação da plasticidade cerebral nesses indivíduos, com foco no bilinguismo e na aprendizagem de uma língua adicional. Para tanto, primeiramente buscamos, na literatura vigente sobre o assunto, informações sobre o desenvolvimento da plasticidade cerebral em indivíduos idosos, especialmente em relação à aprendizagem de uma língua estrangeira nessa faixa etária. Num segundo momento, apresentamos uma pesquisa de campo em que cinco indivíduos da terceira idade foram questionados sobre atividades que realizam que contribuem para sua preservação cognitiva. A análise dos dados coletados demonstrou que, embora não haja uma preocupação evidente com a preservação da memória por parte da maioria dos sujeitos pesquisados, os idosos têm realizado atividades que, de alguma maneira, contribuem para a preservação da memória, tais como a prática de leitura e de exercícios físicos.

Palavras-chave


plasticidade cerebral; bilinguismo; terceira idade.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS