Samara

Luís Adriano de Souza Cezar

Resumo


Este ensaio propõe uma leitura interpretativa dos dramas vividos pela personagem Samara Délia, do romance, Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum. Considerando a disjunção espaço-temporal estabelecida entre Samara e sua família, a análise prioriza, em última instância, o valor de expressividade do silêncio nesse alijamento. Para tanto, destacam-se as relações da personagem com o espaço e com as injunções a que ela está submetida.

Palavras-chave


silêncio; espaço; isolamento; Samara Délia.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.