CHAMADA DE ARTIGOS: LINGUÍSTICA (v. 12, n.4 , 2019) - Pragmática da interlíngua e Pragmática Instrucional

A pragmática da interlíngua é uma área bastante vibrante e frutífera dentro da pragmática. Desde a sua criação, os profissionais examinam o comportamento comunicativo dos aprendizes de uma variedade incrivelmente ampla de idiomas com o objetivo de desvendar os desafios mais sérios que enfrentam ao falar sua(s) língua(s) -alvo, seus problemas ao processá-la(s) e como progridem durante o processo de aprendizado ao longo dos anos ou etapas de aprendizagem, bem como do resultado de experiências pedagógicas como estudos no exterior ou programas de imersão. A realização de atos de fala, o inventário de formas pragmalinguísticas (frequentemente) implantadas para realizar as ações de fala, a gestão do discurso e conversação, as falhas pragmalinguísticas e sociopragmáticas, a (im)polidez, a mitigação, o gerenciamento de relações ou problemas de compreensão em nível explícito e implícito, para citar alguns, estão entre as diversas questões que atraíram o interesse de uma impressionante lista de pesquisadores de todo o mundo (Kasper e Blum-Kulka, 1993; Rose e Kasper, 2001; Kasper e Rose, 2003; Martínez, Flor e Usó, Juan, 2010). A riqueza de pesquisas que originou destes estudos é baseada em dados escritos e orais, coletados através de ferramentas distintas e em vários contextos que não estão limitados apenas à sala de aula.

Mesmo relativamente jovem, a pragmática instrucional oferece insights esclarecedores sobre o ensino de questões e fenômenos pragmáticos específicos. A área inspira reflexões sobre os desafios que os instrutores enfrentam em relação à pragmática da L2 (Ishihara e Cohen 2010; Taguchi 2017). Com base em pesquisas teóricas e empíricas, provenientes de ângulos distintos, busca dotar instrutores com ferramentas e recursos valiosos para melhorar suas práxis e alcançar resultados mais satisfatórios. A área também se debruça sobre a conscientização dos alunos de L2 em relação aos efeitos que sua maneira de realizar ações específicas ou de se comportar de certa maneira pode ter na comunidade linguística alvo.

A Letrônica, periódico brasileiro de acesso aberto publicado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com Qualis B1 e indexada no Diadorim, no ERIH PLUS (Índice de Referência Europeu para as Ciências Humanas), no EZB - Biblioteca Eletrônica de Periódicos (Elektronische Zeitschriftenbibliothek), no Latindex (Sistema Regional de Informação para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal), no Google Acadêmico, no Portal de Periódicos da Capes e Biblioteca Científica e Educacional Mundial (Sciary) tem a honra de contribuir para essas duas áreas da pragmática. Por esta razão, gostaríamos de convidar para a submissão de trabalhos em "Pragmática da Interlíngua e Instrucional", uma edição especial que visa mostrar a amplitude da investigação sobre a aquisição e ensino de questões pragmáticas, sejam estas em um contexto de língua estrangeira ou segunda (ou terceira) língua.

No que diz respeito à pragmática da interlíngua, sugerimos que as contribuições considerem a interação em idiomas para fins específicos, em domínios como a indústria de negócios, a indústria do turismo ou a indústria da hospitalidade, para citar apenas alguns, em ambientes mediados por tecnologia ou em contextos face a face. Com relação à pragmática instrucional, nossa sugestão é que os artigos ofereçam metodologias inovadoras ou ilustrem desvantagens das abordagens existentes.

Também serão aceitas resenhas de obras teóricas lançadas nos últimos dois anos.

Organizadores: Dra. Cristina Becker Lopes Perna (PUCRS, Brasil) e Dr. Manuel Padilla Cruz (Universidad de Sevilla, Espanha).

Doutoranda Giselle Fetter (PUCRS, Brasil)

Prazo de submissão (Prorrogado): de 25/02/2019 até 15/05/2019

Previsão de publicação: segundo semestre de 2019