A INTERPRETAÇÃO DO ARGUMENTO ONTOLÓGICO SEGUNDO LEIBNIZ

Andréa Maria Cordeiro (PUCRS)

Resumo


O argumento ontológico para provar a existência de Deus foi criado por Santo Anselmo. Ele visava provar a existência de Deus de uma forma a priori, ou seja, é um argumento não baseado em experiências externas. Ele busca passar do simples conceito de Deus à sua existência. Leibniz defende a prova ontológica de Santo Anselmo e introduz que não basta passar da idéia de um ser infinito e perfeito à realidade e sim demonstrar previamente a sua possibilidade. Na primeira parte deste trabalho demonstraremos de maneira geral o próprio argumento de Santo Anselmo e na segunda parte, como Leibniz o interpretou e o complementou.

PALAVRAS-CHAVE: Argumento ontológico. Existência de Deus. Prova ontológica. Anselmo, Leibniz.

Texto completo:

PDF


O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS