Sobre o que significa justificar juízos morais em Tugendhat

Cristóvão Atílio Viero

Resumo


Reflexões sobre o que significa justificar juízos morais é o título de um importante texto de
Tugendhat sobre ética. Nele, são desenvolvidas algumas ideias sobre as quais se pretende tratar aqui com
o objetivo de explorar, em breves linhas, a questão da importância da justificação dos juízos morais no
pensamento de Tugendhat e a abordagem característica da moralidade que dela decorre. Essa posição será
confrontada no que diz respeito ao favorecimento ou não de uma posição naturalista em moral, confronto
que se fará desde o ponto de vista do individualismo que a teoria moral de Tugendhat abarca e do não
reconhecimento do importante papel dos costumes e de uma forma de convenção para a moralidade. As
bases para essa discussão serão, de um lado, a análise realizada por Brito, aqui enfatizada desde o ponto
de vista do individualismo e do naturalismo, e, de outro, a visão comunitarista ou sociológica sobre as
convenções e a normatividade, que podemos encontrar no Wittgenstein da segunda fase.

Texto completo:

Sem título () PDF


Copyright: © 2014 EDIPUCRS

O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.
e-ISSN 1983-4012

Indexação: LATINDEX

Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.