Entre a verdade e a mentira: Um estudo sobre ficção e conhecimento

José Costa (UFOP)

Resumo


O objetivo do presente artigo é investigar se a ficção pode oferecer algum tipo de conhecimento. Começamos por sumariar as posições de Platão e Aristóteles em relação às possibilidades da arte trazer conhecimento. Tais posições, de certa maneira, inauguram o debate que perdura até a contemporaneidade, e por defenderem encaminhamentos divergentes, servem como referência para a situação das opções teóricas existentes quanto ao potencial cognitivo da arte e da ficção. Inseridos nesse contexto, discutimos os tipos de conhecimento existentes e o potencial da ficção em relação a eles. Por fim, analisamos as principais propostas cognitivistas contemporâneas, seus limites e possibilidades.

Palavras-chave


Ficção. Conhecimento. Verdade. Cognitivismo. Anti-cognitivismo.

Texto completo:

PDF


O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS