A LIBERDADE DE IMPRENSA E A SUPRASSUNÇÃO (AUFHEBUNG) DAS DIFERENÇAS E DOS CONFLITOS SEGUNDO A FILOSOFIA DO DIREITO DE G. W. F. HEGEL

Paulo Roberto Konzen (UFRGS)

Resumo


Trata-se de estudo para uma apropriada leitura e compreensão crítico-filológica e histórica da filosofia hegeliana, em especial do seu conceito de liberdade de imprensa (Pressefreiheit) ou de liberdade de comunicação pública (Freiheit der öffentlichen Mitteilung), relacionado com os seus conceitos de publicidade (Öffentlichkeit), opinião pública (öffentliche Meinung), cultura (Bildung), pois são indispensáveis meios para a possibilidade de suprassunção (Aufhebung) das diferenças e dos conflitos no âmbito do Estado (Staat).

PALAVRAS-CHAVE: Hegel. Filosofia do Direito. Filosofia Política (politische Philosophie). Liberdade de imprensa (Pressefreiheit). Suprassunção (Aufhebung).

Texto completo:

PDF


O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS