A LINGUAGEM DA CIÊNCIA NO TRACTATUS DE WITTGENSTEIN

Marciano Adilio Spica (UFSC)

Resumo


O presente trabalho pretende caracterizar as idéias de Wittgenstein a respeito da linguagem científica presentes em sua primeira obra o Tractatus Logico-Philosophicus. Num primeiro momento, para que os escritos sobre a ciência se tornem mais claros, mostraremos as idéias de linguagem presentes em tal obra, clarificando seus principais conceitos. Depois disso, elucidaremos suas idéias a respeito da ciência, mostrando que esta se constitui basicamente de sentenças que representam o mundo. Junto com esta concepção mostraremos a natureza das leis e teorias científicas para o Tractatus, elucidando que estas são modelos que nos ajudam a representar o mundo, portanto não são sentenças que se referem a fatos particulares deste.

Texto completo:

PDF


O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS