Simpatia e altruísmo moral em David Hume

Francisco Alvarenga Junnior Neto, Isabella Martins Passos

Resumo


A questão de que trata este artigo diz respeito a relação entre simpatia e altruísmo na filosofia moral do filósofo escocês David Hume. No livro Investigações sobre o entendimento humano e sobre os princípios da moral (2004), o termo simpatia é apontado por Hume como sendo a capacidade que um indivíduo possui de ser afetado por situações particulares de outros indivíduos, sendo tal ocorrência de afetação a condição necessária para que se erija um edifício moral. Assim, na busca de aclararmos a relação existente entre a simpatia e a teoria moral altruísta, buscaremos em um primeiro momento demonstrar que em Hume não há uma primazia da razão sobre os sentimentos, mas sim o contrário. Em um segundo momento, será realizado um aprofundamento acerca da simpatia na teoria moral humeana. Por fim, após tais realizações, o intuito será de demonstrar como as elucidações acerca de uma ética altruísta tem suas raízes em Hume e suas elaborações conceituais sobre uma ética fundada nos sentimentos, onde nossas distinções morais se prefiguram como, antes de meras elaborações racionais, advindas da capacidade simpática que nos é própria e nos permite separarmos aquilo que nos agrada e desagrada ao mesmo tempo que nos faz agir de modo interessado no bem-estar dos outros e da comunidade humana.


Palavras-chave


Altruísmo; Hume; Simpatia.

Texto completo:

PDF

Referências


GUIMARÃES, L. Simpatia, moral e conhecimento na filosofia de Hume. Dois Pontos, Curitiba, v. 4, n. 2, out. 2007. ISSN 2179-7412.

Disponível em: https://revistas.ufpr.br/doispontos/article/view/8185/8131. Acesso em: 30 jun. 2018.

https://doi.org/10.5380/dp.v4i2.8185

HUME, D. Tratado da natureza humana. São Paulo: Editora UNESP, 2001.

HUME, D. Investigações sobre o entendimento humano e sobre os princípios da moral. Tradução de José Oscar de Almeida Marques. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

HUTCHESON, F. Uma investigação sobre o bem e o mal do ponto de vista moral. In: BUTLER, Joseph; CLARKE, Samuel; HUTCHESON, Francis; MANDEVILLE, B.; SHAFTESBURY, Lorde; WOLLASTON, William. Filosofia moral britânica: textos do século XVIII. 2. ed. Trad. Álvaro Cabral. Campinas: Ed. UNICAMP, 2013. p. 127-178.

https://doi.org/10.4324/9780203359891_chapter_ii

LIPKIN, R. J. Altruism and sympathy in Hume’s ethics. Australasian Journal of Philosophy, Sydney, v. 65, n. 1, p. 18-32, mar., 1987.

https://doi.org/10.1080/00048408712342741




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-4012.2019.1.32091

O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS