Uma teoria da justiça de John Rawls e seus críticos

Ubiratan Trindade

Resumo


Neste breve ensaio, pretendo atualizar o tema da justiça a partir da obra Uma teoria da justiça (2002) de John Rawls, mostrando sua relevância para o debate atual no que diz respeito a valores substanciais, tais como a liberdade, igualdade e democracia. Vou analisar as críticas sofridas por Rawls, originadas por pensadores libertários e comunitaristas, tais como Nozik, Michael Sandel e Charles Taylor. Vou refletir sobre o contratualismo na perspectiva crítica de Hegel e por fim, mostrar que o necontratualismo, tal como proposto por Rawls, tem um forte sentido igualitário e corresponde às necessidades das sociedades democráticas contemporâneas.

Palavras-chave


Liberdade, Democracia, Contratualismo, Neocontratualismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRY, Brian. The Liberal Theory of Justice. Oxford: Oxford University Press, 1973.

GARGARELLA, Roberto. As teorias da justiça depois de Rawls: um breve manual de filosofia política. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2008.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Filosofia do direito. São Leopoldo: Ed. Unisinos, 2010.

______Enzyklopädie der philosophischen Wissenschaten III, Werke 10, Frankfurt; Suhrkamp, 1995, § 502.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado Eclesiástico e civil. São Paulo: Abril, 2000.

KUKATHAS, Chandran; PETTIT Philip. Rawls. Uma teoria da justiça e os seus críticos. Lisboa: Gradiva, 2005.

MILL, John Stuart. Utilitarismo. Coimbra: Biblioteca filosófica, 1961.

MORA, J. Ferrater. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

NOZICK, Robert. Anarchy, State and Utopia. Nova Iorque: Basic Books, 1974.

OLIVEIRA, Nythamar Fernandes de. RAWLS. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 2003.

PIKETTY, Thomas. O capital no século XXI. Rio de janeiro: Editora Intrínseca, 2014.

RAWLS, John. A theory of justice. Cambridge, Mass: Harvard University Press, 1971.

______ Political Liberalism. New York: Columbia University Press, 2005.

______ O liberalismo politico. (Tradução: Álvaro Vita) São Paulo: Martins Fontes, 2011.

______Historia da filosofia moral. São Paulo: Martins fontes, 2005.

______Justiça e democracia. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

______ Justice as Fairness: A Restatement. E. Kelly (ED). Cambridge: Harvard University Press, 2001.

______ Conferências sobre a história da filosofia politica. (Org. Samuel Freeman) Tradução: Fabio M. Said. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

______Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

SANDEL, Michael. Liberalism and the Limits of Justice. Cambridge: Cambridge University Press, 1982.

SILVEIRA, Denis Coitinho. John Rawls Theory of Justice: between liberalism and comunitarism. Trans/Form/Ação, (São Paulo), v.30(1), 2007, p. 169-190.

_______Ensaios sobre ética. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2008.

TAYLOR, Charles. As fontes do self – A construção da identidade moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1997.

_______ Argumentos filosóficos. São Paulo: Edições Loyola, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-4012.2015.2.18945

ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1983-4012


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.