As relações argentino-uruguaias: a questão das "papeleras"

Beatriz Carolina Crisorio

Resumo


A instalação de fábricas estrangeiras produtoras, em grande escala, de pasta de celulose para a exportação trouxe dificultades para as relações entre o Uruguai e a Argentina, devido às reclamações daqueles setores que se consideram prejudicados por essa atividade. A questão se tornou evidente a partir da instalação da Botnia Fray Bentos, no curso do rio Uruguai, tema que levou os dois países a apresentar demandas em vários foros e recorrer à Corte Penal Internacional de Haya.

Palavras-chave


Argentina, Uruguai, Pasta de celulose

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2008.1.4529



e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.