O TEATRO ABOLICIONISTA DE APOLINÁRIO PORTO ALEGRE

Moacyr Flores

Resumo


Os sócios da Sociedade Partenon Literário coordenaram o processo abolicionista de Porto Alegre, através de conferências , da imprensa e do teatro. A comédia Benedito e o drama Os Filhos da Desgraça fazem parte da campanha abolicionista, apontando a abolição como uma questão moralizante, pois segundo o consenso dos abolicionistas os escravos seriam a fonte de vícios de corrupção das famílias de seus proprietários.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.1978.2.30847

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.