O método comparativo no estudo da história do Partido Comunista do Brasil

Anita Leocadia Prestes

Resumo


Neste artigo faz-se uma exposição sucinta das vantagens da utilização do método comparativo em História na pesquisa da história do PCB (Partido Comunista do Brasil). Comparam-se momentos históricos distintos da trajetória do PCB, assim como as orientações adotadas pelo Partido com as da Internacional Comunista. Com­param-se também as posições nacionalistas do PCB com o sentimento nacionalista que se expandia no Brasil, a partir de 1938.


Palavras-chave


Método comparativo em História, PCB (Partido Comunista do Brasil), Nacionalismo antifascista

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2003.2.24023



e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.