Sobre martírios e curas: medicina e edificação nas reduções jesuítico-guaranis (século XVII)

Eliane Cristina Deckmann Fleck

Resumo



Este artigo aborda o envolvimento dos missionários jesuítas com o atendimento de indígenas enfermos, entendido como prática que confere sentido e relevância ao apostolado e através da qual alcançam sua edificação pela salvação das almas dos indígenas. O empenho pela cura das enfermidades que comprometiam o alcance deste objetivo fica evidenciado na utilização da farmacopéia e das práticas terapêuticas americanas, apesar da negação de sua eficácia ritual tradicional.


Palavras-chave


Jesuítas, Medicina, Farmacopéia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2005.1.1324



e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.