Viajantes italianos, imigração e italianidade no Brasil

Núncia Santoro de Constantino

Resumo


Na segunda década do século XX, portanto após o final da Primeira Grande Guerra, viajantes italianos como D´Atri, Bianco, Bonacci, Carrara e Bortolotti visitaram o Brasil e publicaram livros, pretendendo dar conta de suas “impressões” sobre o país. Justificando seus pontos de vista sobre a imigração italiana, fornecem dados à compreensão do fenômeno, por vezes destacando a questão da italianidade, visto ser a mesma por eles desejada. Assim, o estudo pretende analisar aspectos da vida dos imigrantes em cidades brasileiras, entre 1910 e 1926, e as estratégias desenvolvidas para a construção e manutenção de uma identidade entre imigrantes italianos, a partir da palavra desses viajantes-escritores.

Palavras-chave


Viajantes italianos, Imigração urbana, Etnicidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2012.s.12476



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.