Estudo sobre as charges: o meio ambiente retrarado pelo desenho na imprensa gaúcha

Tatiana Cristina Feldens

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise sobre como o humor aplicado ao jornalismo trata a temática ambiental nas charges publicadas por Iotti e Santiago nos jornais Zero Hora e Jornal do Comércio. O percurso teórico e a análise dos textos de humor selecionados procuram dar uma resposta a três constatações iniciais: o fato de a charge – espaço nobre de opinião do jornal – ser mais um meio de conhecimento com vistas à popularização da informação ecológica; proporcionar uma abordagem fragmentada da temática ambiental; sofrer influência constante de eventos externos na seleção das notícias que serão noticiadas. Para isso é feito um estudo sobre teorias e hipóteses comunicacionais na tentativa de entender como os meios de comunicação contribuem para a progressão, ou não, das informações. Posteriormente, busca-se no campo do humor, especialmente nos conceitos de Freud, a compreensão para a satisfação social do cômico, assim como nos preceitos do jornalismo ambiental a necessidade de se praticar um trabalho social engajado na disseminação dos conceitos sustentáveis.
Palavras-chave: charge – meio ambiente – humor – gêneros

Texto completo:

MONOGRAFIA



e-ISSN: 1983-1374

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS