Training study of undergraduate dentistry students in a public institution of Espírito Santo face to medical urgencies/emergencies

Viviane Santos Alves Mutz, Renata Pittella Cançado

Abstract


OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the knowledge and confidence of undergraduate dentistry students in clinical stage about emergency situations in a public higher education institution in the state of Espírito Santo, Brazil.
METHODS: This is a cross-sectional descriptive study in which a questionnaire with 12 multiple choice questions was used to evaluate the level of knowledge and confidence of dentistry students. In addition, a long answer question was used in order to describe any previous experience and treatment approaches.
RESULTS: The results showed that almost all undergraduate students perform preliminary evaluation of the patient, including anamnesis (99.28%) and blood pressure assessment (94.28%), which are extremely important to avoid emergencies. Among participants, 50.71% claimed to feel confident on clinical care of patients with systemic conditions, 69.28% do not feel capable of diagnosing an urgency/emergency during clinical practice and 88.57% do not feel able to do an intervention if required. Only 20% of respondents have experienced any emergency situation.
CONCLUSION: There is a clear need of better preparation of undergraduate dentistry students as well as a continuing learning on medical urgencies/emergencies, so that there is a greater knowledge and confidence to choose the correct intervention, whether during undergraduate course or in future as professional career.


Keywords


Dentistry; Ambulatory Care; Emergencies

Full Text:

PDF

References


Andrade ED, Ranali J. Emergências médicas em odontologia. Medidas preventivas, protocolos de pronto atendimento, equipamentos de emergência. São Paulo: Artes Médicas. 2002.

Lúcio PSC, Barreto RC. Emergências médicas no consultório odontológico e a (in)segurança dos Profissionais. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2012;16(2):267-72 https://doi.org/10.4034/RBCS.2012.16.02.23

Hanna LMO, Alcântara HSC, Damasceno JM, Santos MTBR. Conhecimento dos cirurgiões dentistas diante de urgência/emergência médica. Rev. Cir. Traumatol. Buco-Maxilo-Fac. 2014;14(2):79-86.

Silva EL. Avaliação do nível de conhecimento do uso de protocolos de urgência e/ou emergência médica na clínica odontológica [Dissertação]. Belém (PA): Universidade Federal do Pará. De 2006.

Santos JC, Rumel D. Emergência médica na prática odontológica no Estado de Santa Catarina: ocorrência, equipamentos e drogas, conhecimento e treinamento dos cirurgiões-dentistas. Cien Saude Colet. 2006; 11(1): 183-190. https://doi.org/10.1590/S1413-81232006000100027

Caputo IGC, Bazzo GJ, Silva RH A, Júnior ED. Vidas em risco: emergências médicas em consultório odontológico. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2010;10(3):51-8.

Pimentel ACSB, Cappai A, Junior JRF, Grossmann SMC, Magalhães SR. Emergências em odontologia: revisão de literatura. Revista de Iniciação Científica da Universidade Vale do Rio Verde. 2014;4(1):105-13.

Jolly DE. Evaluation of the medical history. Anesth Prog 1995;42:84-9.

Colet D, Griza GL, Fleig CN, Conci RA, Sinegalia AC. Acadêmicos e profissionais da odontologia estão preparados para salvar vidas? RFO UPF. 2011;16(1):25-9.

Giorgi MS, Laurindo BN, Frias AC, Santos CMS, Trindade I. Contribuição da homeopatia no controle da ansiedade e do medo como prevenção das emergências médicas em odontologia: estudo piloto. Rev Homeopatia. 2010;73(3/4):17-22.

Queiroga TB, Gomes RC, Novaes MM, Marques JLS, Santos KSA, Grempel RG. Situações de emergências médicas em consultório odontológico. Avaliação das tomadas de decisões. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2012;12(1):115-22.

Brasil. Lei n. 5.081, de 24 de agosto de 1966. Regula o exercício da odontologia. Diário Oficial da União. 26 ago 1966.

Oliveira MMMB, Cerqueira A, Freitas VS, Freitas MA. Prevalência de indivíduos portadores de doenças de base numa clínica de extensão em cirurgia bucal: estudo preliminar. Stomatos. 2006;12(22):35-41.

Ferraz EG, Carvalho CM, Jesuíno AA, Provedel L, Sarmento VA. Avaliação da variação da pressão arterial durante o procedimento cirúrgico odontológico. Rev Odontol UNESP. 2007;36(3):223-9.

Maringoni RL. Principais emergências médicas no consultório odontológico. Rev Assoc Paul Cir Dent. 1998;52(5):388-96.

Guimarães, PSP. Emergências médicas em odontologia. Rev Bras Odontol. 2001;58(5):294-5.

Veiga D, Oliveira R, Carvalho J, Mourão J. Emergências médicas em medicina dentária: prevalência e experiência dos médicos dentistas. Rev Port Estomatol Cir Maxilofac. 2012;53(2):77-82. https://doi.org/10.1016/j.rpemd.2012.01.001.

Sá Del Fiol F, Fernandes A V. Emergências médicas em consultório

odontológico. Rev ABO Nac. 2004;12(5):315-8.

Malamed SF. Emergency medicine in pediatric dentistry: preparation and management. Journal of the California Dental Association. 2003; 31(10):749-55.

Andrade ED. Terapêutica medicamentosa em odontologia. Procedimentos clínicos e uso de medicamentos nas principais situações da prática odontológica. 2ª ed. São Paulo: Artes Médicas; 2006.

Gaujac C, Oliveira AN, Barreto FAM, Salgado LM, Oliveira MS, Girão RS. Reações alérgicas medicamentosas no consultório odontológico. Rev Odontol Univ São Paulo. 2009;21(3):268-76.

Silva EL. Alunos formandos e profissionais de odontologia estão capacitados para reconhecerem situações em emergência médica e utilizarem protocolos de atendimento? Arq Odontol. 2006;42(4):257-336.

Bordignon MV, Vieira RR, Silva SO, Linden MSS, Trentin MS, De Carli JC. Emergências médicas na prática odontológica: ocorrência, equipamentos e drogas, conhecimento dos cirurgiões dentistas do Rio Grande do Sul, Salusvita. 2013;32(2):175-85.

Marchini L, Patrocínio MC, Rode SM. Plano de ensino de uma disciplina de “urgências e emergências em Odontologia”. PGR: Pós -Grad Rev Fac Odontol São José dos Campos. 2000;3(1):105-12.

Marzola C, Griza GL. Profissionais e alunos de odontologia estão aptos para salvar vidas? [Monografia]. Bauru (SP): Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas. 1998.

Destaques da American Heart Association 2015. Atualização das diretrizes de RCP e ACE. [Acesso em 13 de junho d 2016]. https://eccguidelines.heart.org/index.php/circulation/cpr-ecc-guidelines-2/




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-6523.2017.1.26332

e-ISSN: 1980-6523

ISSN-L: 0102-9460

 

This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org


SJR (SCImago Journal & Country Rank) IMPACT FACTOR:

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons

Except where otherwise noted, content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.

 

Editorial Policies of Brazilian Scientific Journals. Deposit availability: Blue .

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS