Ação profissional dos assistentes sociais no sistema único de Assistência Social: problematizações resultantes de uma pesquisa empírica no RS

Vini Rabassa da Silva, Mara Rosange Acosta Medeiros, Marciane Altenburg Schneider

Resumo


Resumo: Este trabalho realiza uma reflexão sobre a ação profissional realizada no SUAS a partir de três eixos: os espaços sócio-ocupacionais, os procedimentos usados e o desenvolvimento da autonomia dos usuários. Inicia com uma apresentação da pesquisa e sobre seus participantes. Usa dados empíricos obtidos com a aplicação de questionários, realização de entrevistas e discussão realizada em um workshop com alguns assistentes sociais que participaram nos momentos anteriores da pesquisa. Evidencia um período de transição da política o qual produz novas possibilidades para a ação profissional, porém sem romper com os limites concretos de sua inserção em um modelo neoliberal. Problematiza o CRAS como lócus contraditório que pode favorecer o desenvolvimento de uma autonomia conservadora ou a descoberta de uma consciência de classe direcionada para a busca de uma sociedade justa, democrática e igualitária.

Palavras-chave


Serviço Social;Processos de Trabalho.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS