Vitimação e vitimização de crianças e adolescentes: expressões da questão social e objeto de trabalho do Serviço Social

Jaina Raqueli Pedersen

Resumo


A violência sexual contra crianças e adolescentes constitui-se em uma das expressões da questão social e, portanto, objeto de trabalho do Serviço Social. Para compreender esta violência, enquanto uma das formas de vitimizar a população infanto-juvenil, tanto pelo abuso como pela exploração sexual, há que se considerar as transformações da família no decorrer da história e as novas configurações desta na sociedade atual, levando em conta o processo de vitimação no qual a mesma está inserida, ou seja, num contexto marcado pela violência estrutural, constitutiva da sociedade burguesa. Estas transformações que marcam a família no decorrer de sua história estão significativamente relacionadas às mudanças sociais, políticas, econômicas e culturais que ocorrem na sociedade e por isso torna-se necessário analisar o processo de vitimização da população infanto-juvenil, atrelado ao de vitimação dos mesmos e de suas famílias.

Palavras-chave – Violência sexual. Família. Serviço Social.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS