A centralidade ocupada pelos sujeitos que participam das pesquisas do Serviço Social

Jussara Ayres Bourguignon

Resumo


Com este texto temos por objetivo debater a posição ocupada pelos sujeitos participantes das pesquisas desenvolvidas pelo Serviço Social. Como fundamento, entendemos que a pesquisa é constitutiva e constituinte da prática profissional do Serviço Social, sendo determinada pela sua natureza interventiva e pela sua inserção histórica na divisão sociotécnica do trabalho. Este pressuposto tem como interface a preocupação com a centralidade que as pesquisas desenvolvidas pelo Serviço Social garantem aos sujeitos que delas são participantes, bem como com o alcance social dos seus resultados.

Palavras-chave – Serviço Social. Pesquisa social. Centralidade. Sujeito.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS