Gestão das políticas sociais nos municípios da Fronteira Noroeste do Rio Grande do Sul – Brasil

Edemar Rotta, Lislei Teresinha Preuss, Maria Alice Canzi Ames, Priscila Ostapik

Resumo


Este artigo apresenta os resultados da pesquisa desenvolvida por um grupo de professores da Unijuí (Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul), durante o ano de 2007. Nesta pesquisa, procurou-se realizar um diagnóstico da organização e da gestão das políticas sociais nos vinte municípios da Fronteira Noroeste do RS. Entende-se que o processo de descentralização das políticas sociais, emanado da Constituição Federal de 1988 e ratificado pela Constituição Estadual de 1989 e pelas Legislações Complementares, já foi assimilado pelos municípios gaúchos. Porém, as formas de organização e de gestão das políticas são marcadas por uma enorme diversidade, em que se manifestam formas tradicionais e tentativas de implantar processos democráticos e participativos. A investigação foi pautada pelos pressupostos do método dialético, articulando os dados quantitativos com a análise qualitativa, procurando articular os diversos elementos que tecem os cenários da Totalidade Social.

Palavras-chave – Gestão. Descentralização. Políticas sociais.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1677-9509


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.