Antecedentes da Reconceituação Latino-Americana na Escola de Porto Alegre – RS / Latin American Reconceituation Antecedents in the School of Porto Alegre – RS

Graziela Scheffer Machado, Thaisa Teixeira Closs, Inez Rocha Zacarias

Resumo


Este artigo apresenta resultados da pesquisa “Serviço Social, memória e reconceituação latino-americana: antecedentes e expressões na escola de Porto Alegre – RS”. A metodologia utilizada foi a análise documental do acervo histórico da escola, englobando os currículos, os planos de disciplinas e a categorização de 517 trabalhos de conclusão de curso, no período de 1948 a 1975. A partir dos resultados, verifica-se que a influência do desenvolvimentismo na escola foi impulsionada pela realização de Seminários Internacionais em Porto Alegre na década de 1950, sendo intensificada no início da década de 1960 no quadro da conjuntura política do governo Leonel Brizola. No período que antecede a realização do I Seminário Latino-Americano de 1965, sediado nesta escola, verificam-se duas tendências de renovação profissional, quais sejam: a estrutural-participativa, articulada pelo docente Seno Cornely, marcada pela influência do pensamento cepalino, pela técnica de Seminários na mobilização de comunidades, integrando DC, planejamento e política social no âmbito do Departamento de Assistência Social; e a pedagógico-cultural, vinculada ao movimento de Cultura Popular, articulada pelas docentes Lucia Castillo e Zilah Totta sob a influência da esquerda católica, em articulação com a Secretaria de Cultura, sob a influência intelectual de Ernani Fiori.


Palavras-chave


Fundamentos do Serviço Social; Desenvolvimentismo; Reconceituação latino-americana; Rio Grande do Sul.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Ammann, S. B. Ideologia do desenvolvimento de comunidade no Brasil. 10.ed. São Paulo: Cortez, 2003.

Andrade, M. O metodologismo e desenvolvimentismo no serviço social brasileiro – 1946 a 1961. Serviço Social & Realidade, Franca, v. 17, n. 1, p. 268-299, 2008.

Andreola, B. Emmanuel Mounier e Paulo Freire. Perspectiva, Erechim/RS, v. 39, n. 11, p. 39-70, 1986.

Bandeira, M. Brizola e o trabalhismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 1979.

Barrilli, W. Serviço social, fator de politização. Trabalho de Conclusão de Curso, PUCRS, 1963.

Barroco, M. L. Ética e serviço social: fundamentos ontológicos. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PMCid:PMC1630760

Becker, M. J. Serviço social e cultura popular. Trabalho de Conclusão de Curso, PUCRS, 1963.

Brizola, L. O Brasil, a América Latina, os Estados e o Caso Cubano (1961). In: BANDEIRA, M. Brizola e o trabalhismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 1979.

Bulla, L. C. Serviço social, educação e práxis: tendências históricas e metodológicas. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, UFRGS, Porto Alegre, 1992.

Colistete, R. P. O desenvolvimentismo cepalino: problemas teóricos e influências no Brasil. Revista Estudos Avançados, 2001.

Cornely, S. Experiência de serviço social entre as comunidades do Rio Grande do Sul" Trabalho de Conclusão de Curso. Porto Alegre, PUCRS, 1952.

_____. Apresentação. In: "Curso de Atualização em Desenvolvimento e Organização de Comunidade". Secretaria de Trabalho e Habitação, Departamento de Assistência Social. Porto Alegre, 1964.

DEPAS. Seminário de Desenvolvimento da Comunidade. Secretária de Estado dos Negócios do Trabalho e Habitação – Departamento de Assistência Social, Porto Alegre, 1966.

FIORE, Ernani Maria. Educação e política - Textos escolhidos. Porto Alegre: L&PM, 1991.v2.

Freire, P. Posfácio - Depoimento de um grande amigo. In: FIORE, Ernani Maria. Educação e política - Textos escolhidos. Porto Alegre: L&PM, 1991. p. 273-287.

Gazzola, T; Bulla, J, Krug, J.G. O serviço social no Rio Grande do Sul: um estudo inicial de tendências. Porto Alegre: PUCRS, 1976.

Iamamoto, M.V; Carvalho, R. Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 19.ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PMid:17091537

Krug, J. Mobilização comunitária: presença nos seminários de desenvolvimento de comunidade. São Paulo: Cortez, 1982.

Lowy, M. A guerra dos deuses - religião e política na América Latina. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

_____. O que é cristianismo da libertação - religião e política na América Latina. São Paulo: Expressão Popular, 2016.

Luxemburgo, R. Reforma ou revolução. São Paulo: Expressão Popular, 1999.

MENDES, J.M.R; AGUINSKY; B.G; COUTO, B.R. Visitando a história: notas sobre a trajetória da faculdade de serviço social da PUCRS/RS na direção da formação qualificada de profissionais e docentes. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n.95, p. 139-160, set., 2008.

Moraes Filho, E. O socialismo brasileiro. Brasília: Instituto Teotônio Vilela, 1998.

PMid:9496496

Netto, J.P. Ditadura e serviço social no Brasil. 12.ed. São Paulo: Cortez, 2008.

Ortiz, R. Cultura brasileira & identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 2006.

PAIVA, V. Paulo Freire e o nacionalismo desenvolvimentista. Revista de Ciências da Educação, São Paulo: Graal, n. 2, 2000.

Silva, M.O.S. Formação profissional do assistente social: inserção na realidade social e na dinâmica da profissão. São Paulo: Cortez, 1984.

Salengue, M.J.S. Uma tentativa de desenvolvimento e organização de comunidade motivada pelo sistema Paulo Freire, na Vila Progresso. Trabalho de Conclusão de Curso, PUCRS, 1964.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2018.1.30390


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS