Formação de Assistentes Sociais Críticos e Criativos: relato de prática no âmbito do estágio de docência / Training of Critical and Creative Social Assistants: report of practice in the scope of teaching stage

Josiani Julião Alves de Oliveira, Paula Ravagnani Silva

Resumo


Este relato de prática tem por objetivo retratar a vivência no contexto da realização do estágio de docência no âmbito do Doutorado, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UNESP-Franca-SP dimensionando, contudo, a base teórica que sustentou a mesma. Foi refletida a importância do estágio de docência no processo de formação pedagógica de pós-graduandos e, assim exposta e analisada a referida vivência dentre as contribuições das pesquisas científicas da Neurociência visando à formação de Assistentes Sociais, que, além de uma estruturada formação teórica mediante o compromisso ético e político da categoria, sejam capazes de propostas e ações críticas, criativas e transformadoras diante o enfrentamento as várias formas das expressões da questão social no enfoque do Neoliberalismo. Assim, a experiência relatada foi organizada contendo a introdução com o marco teórico, o objetivo, as metodologias utilizadas, a análise sobre as didáticas e, por fim, as considerações finais.

Palavras-chave


Educação. Estágio de docência. Formação profissional. Neurociência. Trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURGUIGNON, Jussara Ayres. A particularidade histórica da pesquisa no serviço social. Tese (Doutorado em Serviço Social). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, PUC/São Paulo, 2005.

BRASIL. Lei nº 8.662, de 7 de junho de 1993. Lei de regulamentação da profissão. Código de Ética do/a Assistente Social. 10. ed. rev. e atual. Brasília: Conselho Federal de Serviço Social, 2012. Disponível em: http://www.cfess.org.br/arquivos/CEP_CFESS-SITE.pdf. Acesso em: mar. 2017.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: jan. 2017.

BRAZ, Marcelo. O governo Lula e o projeto ético político do serviço social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, XXV, n. 78, p. 48-67, jul. 2004.

CORRÊA, Vera. Globalização e neoliberalismo: o que isto tem a ver com você, professor? Rio de Janeiro: Quartet, 2000.

COSENZA, Ramon Moreira. As neurociências e a educação no século XXI. Fórum de Educação 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia - saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

______. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.

IAMAMOTO, Marilda Villela. A questão social no capitalismo. Temporalis. Revista da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), Brasília, ano II, n. 3, jan./jun. 2001.

______. O serviço social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 21. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

______. Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 13. ed. São Paulo: Cortez; (Lima, Peru): CELATS, 2000.

______. Renovação e conservadorismo no serviço social: ensaios críticos. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

______. Serviço social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2010.

LENT, Roberto. Cem bilhões de neurônios: conceitos fundamentais de neurociência. São Paulo: Atheneu, 2004.

LIMA, Elvira Souza. Neurociência e aprendizagem. São Paulo: Inter Alia, 2007.

LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2008.

LURIA, Alexander Romanovich. Desenvolvimento cognitivo. 6. ed. São Paulo: Ícone, 2010.

MOROSINI, Marília Costa (Org.). Docência universitária e os desafios da realidade nacional. In: Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. 2. ed. ampl. Brasília: Plano, 2001.

PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 7.ed. São Paulo, Cortez, 2006.

PLANO DE ENSINO. Pesquisa social: Iniciação Científica. SSOSN-15 - Serviço Social. Disponível em: http://www.franca.unesp.br/#!/graduacao/cursos-teste/servico-social/. Acesso em: jan. 2016.

PLANO DE ENSINO: Pesquisa em serviço social: Tipologia. SSO2117D. Serviço Social. Disponível em: http://www.franca.unesp.br/#!/graduacao/cursos-teste/servico-social/. Acesso em: jan. 2016.

PRATES, Jane Cruz. A arte como matéria-prima e instrumento de trabalho para o assistente social. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 6, n. 2, p. 221-232, jul./dez. 2007. Disponível em: http://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/8008/2/A_arte_como_materia_prima_e_instrumento_de_trabalho_para_o_Assistente_Social.pdf. Acesso em: maio 2017.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL. Norma para concessão da bolsa demanda social CAPES. (Alteração aprovada na reunião da Comissão de Bolsas em 11/06/2014). Disponível em: http://www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/ServicoSocial/normas-para-de-bolsas-revisadass.pdf. Acesso em: abr. 2017.

RAMOS, Sâmya Rodrigues. A hegemonia do projeto ético-político profissional: limites e possibilidades históricas. In: Conferência e Deliberações do 37º Encontro Nacional CFESS/CRESS. 2008, Brasília: Conselho Federal de Serviço Social, 2009.

RATO, Joana Rodrigues; CALDAS, Alexandre Castro. Neurociências e educação: realidade ou ficção? In: Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia, VII, Barbacarena. Actas Barbacarena, 2010, p. 626-644.

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL – DS. Portaria nº 76, de 14 de abril de 2010. Disponível em: http://www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/bolsa-ds---portaria-76.pdf. Acesso em: abr. 2017.

RELVAS, Marta Pires. Neurociência e educação? Potencialidade dos gêneros humanos na sala de aula. Rio de Janeiro: Wark, 2009.

ROCHA, Armando Freitas da. O cérebro: um breve relato de sua função. Jundiaí/SP: EINA, 1999.

UNESP. Resolução nº 04, de 22 de janeiro de 1997. Alterada pela Resolução 78/2002. Regulamenta os estágios de docência de alunos de Pós-Graduação nos cursos de Graduação da UNESP. Disponível em: http://www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/ServicoSocial/estagio-de-docencia---resolucao-unesp.pdf. Acesso em: abr. 2017.

VASCONCELOS, Maria Lúcia M. Carvalho. A formação do professor do ensino superior. 2. ed. São Paulo: Pioneira, 2000.

VASQUEZ, Adolpho Sánchez. Filosofia da práxis. 1.ed. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciências Sociales – CLACSO: São Paulo: Expressão Popular, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2017.1.27820


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS