Disputa pelo Fundo Público Municipal: as políticas sociais na trajetória de duas décadas no Noroeste do Rio Grande do Sul / Dispute for Municipal Public Fund: social policies during two decades trajectory in Rio Grande do Sul Northwest

Edemar Rotta, Ivann Carlos Lago, Neusa Rossini

Resumo


Em contextos de reestruturação produtiva, a disputa pela apropriação do fundo público tende a se tornar mais intensa. Este artigo analisa a trajetória de duas décadas, 1990 e 2000, de aplicação do fundo público em políticas sociais, nos municípios polo do Noroeste do Rio Grande do Sul. A partir dos referenciais do método dialético, demonstram-se e comparam-se os investimentos realizados, buscando relações com os interesses de grupos e classes sociais, bem como com os indicadores de desenvolvimento destas formações sociais específicas. Constata-se o aumento expressivo dos valores investidos ao longo do período, porém com tendência decrescente de percentuais, especialmente na década de 2000, na relação com o orçamento municipal disponível, evidenciando acirramento na disputa pelo fundo público. O crescimento dos indicadores de desenvolvimento, acima da média estadual e nacional, evidencia a relevância dos investimentos em políticas sociais para os municípios selecionados.


Palavras-chave


Fundo público. Políticas sociais. Desenvolvimento. Municípios. Reestruturação produtiva.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 3.ed. São Paulo: Cortez; Campinas: Ed. da UNICAMP, 1995.

BASTOS, Pedro P. Z. A economia política do novo-desenvolvimentismo e do social desenvolvimentismo. Economia e Sociedade, Campinas, n. 21 (Especial), p. 779-810, 2012.

BEHRING, Elaine. Crise do capital, fundo público e valor. In: BOSCHETTI, I. et al. Capitalismo em crise, política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2010. Parte 1.

BEHRING, Elaine R; BOSCHETTI, Ivanete. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Cortez, 2006.

BOOZ ALLEN; FIPE; HLC. Estudo de desenvolvimento regional e logística – Rumos 2015. Porto Alegre: Secretaria de Estado de Coordenação e Planejamento/RS, 2005.

BRASIL – TESOURO NACIONAL. FINBRA – Finanças do Brasil – Dados Contábeis dos Municípios. Brasília: STN. 2013. Disponível em: ˂http://www,tesouro.fazenda.gov.br/contas-anuais>. Acesso em: 29 set. 2014.

BRETTAS, Tatiana. Dívida pública: uma varinha de condão sobre os recursos do fundo público. In: SALVADOR, Evilásio et al (Orgs.). Financeirização, fundo público e política social. São Paulo: Cortez, p. 93-122, 2012.

CALIXTRE, André B.; BIANCARELLI, André M.; CINTRA, Marcos A. M. (Orgs.). Presente e futuro do desenvolvimento brasileiro. Brasília: IPEA, 2014.

CARRION, Raul K. M.; VIZENTINI, Paulo F. (Orgs.). Globalização, neoliberalismo, privatizações: quem decide esse jogo? Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 1997.

CASTRO, Jorge A. Política social e desenvolvimento no Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, v. 21, Número Especial, p. 1011-1042, dez. 2012.

CEPÊDA, Vera A. Inclusão, democracia e novo-desenvolvimentismo: um balanço histórico. Estudos Avançados, São Paulo, 26 (75), 2012. Disponível em: ˂ http://www.scielo.br/pdf/ea/v26n75/06.pdf>. Acesso em: 03 ago. 2014.

CHAUI, Marilena; SANTOS, Boaventura de Sousa. Direitos humanos, democracia e desenvolvimento. São Paulo: Cortez, 2013.

DOWBOR, Ladislau. Que crise é esta? Versão revista em janeiro de 2017. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2017.

FONSECA, Pedro D. C. Desenvolvimentismo: a construção do conceito. In: CALIXTRE, André B.; BIANCARELLI, André M.; CINTRA, Marcos A M. (Orgs.). Presente e futuro do desenvolvimento brasileiro. Brasília: IPEA, 2014. p. 29-78.

FONSECA, Ana; FAGNANI, Eduardo (Orgs.). Políticas sociais, desenvolvimento e cidadania. Economia, distribuição de renda e mercado de trabalho. São Paulo: Perseu Abramo, 2013a.v.1.

FONSECA, Ana; FAGNANI, Eduardo (Orgs.). Políticas sociais, desenvolvimento e cidadania. Educação, seguridade social, pobreza, infraestrutura urbana e transição demográfica. São Paulo: Perseu Abramo, 2013b.v.2.

FRIGOTTO, Gaudêncio. O enfoque da dialética materialista histórica da pesquisa educacional. In: FAZENDA, Ivani. (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 2004. p. 71-90.

FURTADO, Celso. Introdução ao desenvolvimento: enfoque histórico-estrutural. 3.ed. revista pelo autor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

HARVEY, David. O enigma do capital: e as crises do capitalismo. Tradução João Alexandre Peschanski. São Paulo/SP: Boitempo, 2011.

HELLER, Agnes et al. A crise dos paradigmas em ciências sociais e os desafios para o século XXI. Rio de Janeiro: Contraponto, 1999.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos extremos, o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

IAMAMOTO, Marilda V. Serviço social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2007.

KOTOWSKI, Odair. Empreendimentos em andamento garantirão moradia para 824 famílias. Jornal das Missões. Santo Ângelo, 21 maio 2013. Disponível em: Acesso em: 08 maio 2017.

LEFEBVRE, Henri. Lógica formal/lógica dialética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

LESBAUPIN, Ivo. (Org.). O desmonte da nação: balanço do governo FHC. Petrópolis: Vozes, 2003.

MARQUES, Antônio C. H.; CEPÊDA, Vera A. Um perfil sobre a expansão do ensino superior recente no Brasil: aspectos democráticos e inclusivos. Perspectivas, São Paulo, 42, p. 161-192, jul./dez.2012. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2017.

NETTO, José P. Cinco notas a propósito da "questão social". Temporalis, Brasília, ano 2, n. 03, p. 41-9, jan/jul 2001.

NETTO, José P. Em busca da contemporaneidade perdida: a esquerda brasileira pós-64. In: MOTA, Carlos G. (Org.). Viagem incompleta: a experiência brasileira (1500-2000): a grande transação. São Paulo: Ed. SENAC, 2000. p. 219-45.

OLIVEIRA, Francisco de. O surgimento do antivalor. Capital, força de trabalho e fundo público. In: ________. (Org.). Os direitos do antivalor: a economia política da hegemonia imperfeita. Petrópolis/RJ: Vozes, 1998. p. 19-48.

PFEIFER, Mariana. O "social" no interior do projeto neodesenvolvimentista. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 120, p. 746-766, out./dez. 2014.

Pochmann, M. (Org.). Reestruturação produtiva: perspectivas de desenvolvimento local com inclusão social. Petrópolis: Vozes, 2004.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Brasília: PNUD, 2013. Disponível em: ˂ http://www.atlasbrasil.org.br/2013>. Acesso em: 23 set. 2015.

ROCHA, Paulo. Concepções dos fundos e seus impactos nas políticas sociais. In: MAGALHÃES JÚNIOR, José C.; TEIXEIRA, Ana C. (Org.). Fundos públicos e políticas sociais. São Paulo: Instituto Pólis, 2004. p. 85-92.

ROTTA, Edemar. Desenvolvimento regional e políticas sociais no noroeste do estado do Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado) - Faculdade de Serviço Social, Escola de Humanidades, PUCRS, Porto Alegre, 2007.

ROTTA, Edemar et al. Investimentos públicos em políticas sociais: trajetória de duas décadas no Noroeste do Rio Grande do Sul. In: SEDRES. Seminário de Desenvolvimento Regional, Estado e Sociedade: a questão regional, uma questão (de) política, 3. Anais... Blumenau: FURB, 2016.

SALVADOR, Evilásio et al (Orgs.). Financeirização, fundo público e política social. São Paulo: Cortez, 2012.

SALVADOR, Evilásio. Fundo Público e o financiamento das políticas sociais no Brasil. Serv. Soc. Rev., Londrina, v. 14, n.2, p. 04-22, jan./jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2017.

SALVADOR, Evilásio. Fundo público e seguridade social no Brasil. São Paulo. Cortez, 2010.

SANTOS, Maria A. N. dos. Estado moderno, fundo público e capital: uma tentativa de compreensão. In: DAVI, J; MARTINIANO, C; PATRIOTA, L.M. (Orgs.). Seguridade social e saúde: tendências e desafios [online]. 2.ed. Campina Grande: EDUEPB, 2011. p. 41-57. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2017.

SILVA, Maria O. Silva e (Coord.). Programas de transferência de renda na América Latina e Caribe. São Paulo: Cortez, 2014.

SOLA, Lourdes; WILHEIM, Jorge; PEREIRA, Luiz Carlos Bresser (Orgs.). Sociedade e estado em transformação. São Paulo: UNESP; Brasília: ENAP, 1999.

SPOSATI, Aldaíza de O. Regulação social tardia: características das políticas sociais latino-americanas na passagem entre o segundo e o terceiro milênio. In: MAIA, Marilene (Org.). Políticas sociais para um novo mundo necessário e possível. Caderno Ideação, Santa Maria: Gráfica Pallotti, p. 33- 53, 2002.

VEIGA, José E. da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2017.2.27554


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS