A Política de Assistência Social brasileira e a ameaça temerária aos direitos sociais / The Brazilian Social Assistance Policy and the reckless threat to social rights

Renato Tadeu Veroneze

Resumo


O objetivo deste artigo é oferecer subsídios para a compreensão da Assistência Social brasileira enquanto política pública de proteção social, apresentando os marcos históricos para a implementação do Sistema Único de Assistência Social, sinalizando a passagem de uma prática arcaica, tradicional e conservadora, para a prática inovadora no campo do direito e no fortalecimento de um sistema de proteção social descentralizada, participativa e de proteção não-contributiva. Com o advento da Constituição Federal de 1988 foi instituído oficialmente o sistema de seguridade social, configurado em um tripé entre a Saúde, a Previdência Social e a Assistência Social, definida como uma política de proteção social inclusiva e não-contributiva. Ressaltamos, também, a importância da Assistência Social nos marcos da crise política que atinge o Brasil nos últimos anos, que prevê o desmantelamento das políticas públicas e direitos sociais no governo de Michel Temer.


Palavras-chave


Serviço social. Política pública. Assistência social. Ameaça neoliberal.

Texto completo:

PDF/A

Referências


BEHRING, Elain. Brasil em contra-reforma: destruição do estado e perda de direitos. São Paulo: Cortez, 2003.

BOSCHETTI, Ivonete. A política da seguridade social no Brasil. In: CFESS. Serviço social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS, 2009, p. 323-338.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8069.htm

BRASIL. Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993. Lei Orgânica de Assistência Social – LOAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Brasília: MDS, 1993.

BRASIL. Lei nº 12.435, de 6 de julho de 2011. Altera a Lei no 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ _Ato2011-2014/2011/Lei/L12435.htm

________. Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do SUAS – NOB-RH/SUAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Brasília: MDS, 2006.

________. Política Nacional de Assistência Social (PNAS/2004). Norma Operacional Básica (NOB/SUAS). Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – Secretaria Nacional de Assistência Social. Brasília: MDS, 2004.

CNAS. Glossário do Informe CNAS nº 02/2017. Disponível em: https://central3.to.gov.br/arquivo/339480/. Acesso em: 21 maio 2017.

IAMAMOTO, Marilda V. O serviço social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 2005.

IPEA. Desafios ao desenvolvimento brasileiro: uma abordagem social-desenvolvimentista. 2013. Disponível em: http://www.resbr.net.br/wp-content/uploads/historico/desenvolvimentismo.pdf. Acesso em: 21 maio 2017.

MEDEIROS, Marcelo. A trajetória do Welfare State no Brasil: papel redistributivo das políticas sociais dos anos 1930 aos anos 1990. Brasília, 2001. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/ stories/PDFs/TDs/td_0852.pdf. Acesso em: 21 maio 2017.

MESTRINER, Maria Luiza. O estado entre a filantropia e a assistência social. São Paulo: Cortez, 2001.

RODRIGUES, Fania. O estrago Temer. Revista Caros Amigos, São Paulo, ano XIX, n. 232, 2016.

SOARES, Laura Tavares. O desastre social. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SPOSATI, Aldaiza et al. Assistência na trajetória das políticas sociais brasileiras: uma questão em análise. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

SPOSATI, Aldaíza. Modelo brasileiro de proteção social não contributiva: concepções fundantes. 2009. Disponível em: http://www.ceprosom.sp.gov.br/portal/wp-content/uploads/2015/05/TEXTO-ALDAIZA-1.pdf. Acesso em: 21 maio 2017.

________. O primeiro ano do Sistema Único de Assistência Social. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, ano XXVII, n. 87, p. 96-122, set. 2006.

TEIXEIRA, Maria Solange. Família na política de assistência social: avanços e retrocessos com a matricialidade sociofamiliar. Revista Políticas Públicas, São Luiz, 2009, v.13, n.2, jul./dez. 2009, p.255-264.

VERONEZE, Renato Tadeu. Assistência Social enquanto política pública: na luta da separação do assistencialismo e da filantropização. Revista de Trabajo Social – FCH – UNCPBA, Tandil, ano 4, n. 6, dez, 2011. Disponível em: https://revistaplazapublica.files.wordpress.com/2014/06/6-16.pdf. Acesso em: 21 maio 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2017.2.27538


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS