Karl Marx na Leitura de Enrique Dussel: interpelações críticas à luz das lutas sociais na América Latina / Karl Marx in Reading Enrique Dussel: summonses light criticism of social struggles in Latin America

César Augusto Costa, Carlos Frederico Loureiro

Resumo


O propósito deste ensaio é destacar alguns pressupostos e implicações políticas da filosofia de Karl Marx na leitura de Enrique Dussel, trazendo contribuições teóricas para o processo de lutas sociais na América Latina. Temos convicção que a aproximação dos autores mencionados contribui de forma impar diante os processos libertários neste contexto. O presente trabalho está sistematizado em três tópicos, que se seguem à introdução, onde reiteramos as convergências críticas entre o filósofo argentino Enrique Dussel e o alemão Karl Marx para a compreensão da América Latina. Inicialmente, abordaremos elementos reflexivos sobre Marx na leitura filosófica de Dussel. Em seguida, situaremos o cenário de expropriações e lutas sociais no sistema-mundo moderno colonial a partir deste referencial da América Latina. Por fim, na parte conclusiva, pontuaremos as “interpelações críticas” a partir de Dussel e Marx, na perspectiva das lutas sociais latino-americanas, que se constituem em filósofos fundamentais para compreendermos o processo de expropriações e lutas sociais no âmbito latino-americano.

Palavras-chave


América Latina. Enrique Dussel. Karl Marx. Lutas sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


ARIAS, Alberto Padilla. Enrique Dussel: una aproximación a su pensamiento. México, UAM, Veredas Revista del pensamiento sociologico, 2010, p. 183-204.

COSTA, César Augusto; LOUREIRO, C.F. A natureza como "princípio material" de libertação: referencias para a questão ambiental a partir de Enrique Dussel. Educação Campinas, Educação Temática Digital, v.17, n.2, jan-jun, p. 289-307.

______. Os Movimentos sociais a questão ambiental na perspectiva de Enrique Dussel. Vitória, Argumentum, v. 8, n. 1, jan-abril, p. 140-157.

Cueva, A. O desenvolvimento do capitalismo na América Latina. São Paulo: Global, 1983.

DUSSEL, Enrique. Ética da Libertação: na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis: Vozes, 2000.

______. Filosofia da Libertação: crítica à ideologia da exclusão. 5 reimpressão. São Paulo: Paulus, 2015.

______. Alguns princípios para uma ética material de libertação. In: PIXLEY, J (Coord). Por um mundo diferente: alternativas para o mercado global. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 23-35.

______. 20 teses de política. São Paulo: Expressão popular, 2007.

______. Método para uma filosofia da libertação. São Paulo: Loyola, 1986.

______. 1492 – o encobrimento do Outro: a origem do mito da modernidade. Petrópolis: Vozes, 1993.

______. A produção teórica de Marx – um comentário aos Grundrisse. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

______. 20 teses de política. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

______. Filosofía de la liberación. Bogotá: Talleres gráficos de la Universidad Santo Tomás, 1980.

______. Introduccion a una filosofia de la liberación latino-americana. México: Ed. Extemporaneos, D.F, 1977.

______. Hacía um Marx desconocido: um comentário de los Manuscritos de 61-63. México: Siglo XXI, 1988.

______. Filosofia de la liberación desde la praxis de los oprimidos. In: Libertação Liberación 2, 1, Jan-Dez, 1991. p. 33-49.

______. Filosofia da Libertação. São Paulo: Loyola, 1980.

______. América Latina: dependencia y liberación. Buenos Aires: Talleres Gráficos de Americalee, 1973.

FERNANDES, Florestan. Padrões de dominação externa na América Latina. In: FERNANDES, F. Capitalismo dependente e classes na América Latina. Rio de Janeiro: Zahar, 1975. p. 11-32.

FONTES, Virgínia. Capitalismo, imperialismo, movimentos sociais e lutas de classes. Rio de Janeiro, Revista em Pauta, n. 21, 2008, p. 21-36.

______. O Brasil e o capital-imperialismo: teoria e história. Rio de janeiro: EPSJV/Editora UFRJ, 2010.

JUNIOR, Antonio Teixeira Lima. Expropriações na América Latina: as novas configurações da divisão internacional do trabalho. s/d. Disponível em: http://actacientifica.servicioit.cl/biblioteca/gt/GT18/GT18_TeixeiraLima.pdf. Acesso em: 22/06/2016.

MANCE, Euclides André. Práxis de Libertação e Subjetividade. Revista de Filosofia, 6 (7):81-109 jun 1993. PUCPR - Curitiba, PR, Brasil, 1993.

______. Pensamento filosófico brasileiro e sua contextualização histórica no século XX. 2009. p. 1-30

MARX, K. Manuscritos Econômico-Filosóficos. Coleção Os Pensadores, vol. 35 Editora Abril, 1974.

Marx, K. Crítica da Filosofia do Direito de Hegel: Introdução. In: SÁNCHEZ VÁZQUEZ, A. Filosofia de la Praxis, Ed. Grijalbo, México D.F., 1967.

Oliveira, I; Dias, A. Ética da libertação de Enrique Dussel: caminho de superação do irracionalismo moderno e da exclusão social. Caxias do Sul, Conjectura, v. 17, n. 3, set./dez. 2012, p. 90-106.

PAIVA, ROCHA E CARRARO. Política social: interpretação a partir da teoria da dependência. SER Social, Brasília, v. 12, n. 26, p. 147-175, jan./jun. 2010. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/viewFile/1019/681

PAIVA, B. A.; OURIQUES, N. Uma perspectiva latino-americana para as políticas sociais: quão distante está o horizonte? Katálysis, Florianópolis: Ed. UFSC, v. 9, n. 2, jul./dez. 2006, p.166-175.

https://doi.org/10.1590/s1414-49802006000200004

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter; QUENTAL, Pedro. Colonialidade do poder e os desafios da integração regional na América Latina. Polis, 31, Dezembro de 2012, p. 1-28.

______. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

ROMERO, Félix. A influencia del marxismo en el pensamiento de Enrique Dussel. Revista Fundación Universitaria Luis Amigó, v. 2, n. 2, julio-diciembre, 2015, p. 224-232.

https://doi.org/10.21501/23823410.1674

SADER, Emir. A vingança da história. São Paulo: Boitempo, 2003.

TERUEL, Flávio. El Marx de Dussel. Notas acerca de la recepción dusseliana de la obra teórica de Karl Marx. Revista anual de la Unidad de Historiografía e Historia de las Ideas, v. 12, n, 1, Mendoza, 2010. p. 77-82.

VIEIRA, Antonio Rufino. Filosofia da Libertação e Socialismo. In: VIEIRA, A.R. (Org.). Ética e filosofia crítica no século XXI. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2011. p. 48-67.

______. Marxismo e Libertação: estudos sobre Ernst Boch e Enrique Dussel. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2010.

Zanotelli, J. Educação e descolonialidades dos saberes, das práticas e dos poderes. Revista de Educação Pública, v. 23, n. 53, 2014, p. 491-500.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2017.1.24398


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS