Ensino a Distância e Serviço Social: desqualificação profissional e ameaças contemporâneas / Distance Learning and Social Work: professional disqualification and contemporary threats

Bárbara da Rocha Figueiredo Chagas

Resumo


O presente artigo objetiva analisar a tendência de expansão dos cursos de graduação a distância em Serviço Social, problematizando suas consequências para a formação profissional crítica, preconizada nas Diretrizes Curriculares do curso e no Projeto Ético-Político do Serviço Social. Situando esta expansão no bojo de um processo de contrarreforma do Estado e da educação superior, apresenta os rebatimentos para a formação e o exercício profissional, apontando que esta modalidade reforça as tendências contemporâneas de desqualificação e reatualização do conservadorismo na profissão, na medida em que proporcionam uma precária formação em meio a uma realidade social cada vez mais complexa de interpretar e intervir criticamente.


Palavras-chave


Serviço Social; Formação Profissional; Ensino Superior; Ensino à distância; Projeto Ético-Político.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABEPSS. Diretrizes gerais para o curso de Serviço Social. Rio de Janeiro: 1996. Disponível em www.abepss.org.br. Consultado em 10/06/2015.

ABRAMIDES, Maria Beatriz Costa. A organização político-sindical dos assistentes sociais: trajetória de lutas e desafios contemporâneos. In: Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 97, p. 85-108, jan./mar. 2009.

_____; CABRAL, Maria do Socorro. A organização política do Serviço Social e o papel da CENEAS/ANAS na virada do Serviço Social brasileiro. In: Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) (organizador); Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS); Conselho Regional de Serviço Social –S. Paulo (CRESS - 9° Região); Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social (ENESSO) (co-organizadores). 30 anos do Congresso da Virada (1979-2009). Brasília: p. 55-78, 2009.

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 1999.

BARROCO, Maria Lucia S. Barbárie e neoconservadorismo: os desafios do projeto ético-político. In: Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 106, p. 205-218, abr./jun. 2011.

BEHRING, Elaine Rossetti e BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: fundamentos e história. 4. ed.‐ São Paulo: Cortez, 2008.

_____. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BRUNO, Lúcia. Reorganização econômica, reforma do Estado e educação. In: Educação e Estado: as mudanças nos sistemas de ensino do Brasil e Paraná na década de 90 (Org. Angêla Maria Hidalgo e Ileizi Luciana Fiorelli Silva). Londrina: Editora UEL, 2001.

CFESS. Conselho Federal de Serviço Social. Código de Ética do/a assistente social. 10 ed. Brasília: CFESS, 2011.

_____. Política de educação permanente do Conjunto CFESS-CRESS. Brasília: CFESS, 2013.

_____. Sobre a incompatibilidade entre graduação à distância e Serviço Social. Volume 2. Brasília, 2014.

CISLAGHI, Juliana Fiuza. A formação profissional dos assistentes sociais em tempos de contrarreformas do ensino superior: o impacto das mais recentes propostas do governo Lula. In: Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 106, p. 241-266, abr./jun. 2011.

COUTINHO, Carlos Nelson. A época neoliberal: revolução passiva ou contra-reforma? São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=790. Acesso em: 10/09/2014.

GUERRA, Yolanda. Expressões do pragmatismo no Serviço Social: reflexões preliminares. In: Revista Katálysis, Florianópolis, v. 16, n. esp., p. 39-49, 2013.

IAMAMOTO, Marilda Vilela. O Serviço Social na cena contemporânea. In: CFESS/ABEPSS. Serviço Social: direitos e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009, p. 23.

_____. Renovação e conservadorismo no Serviço Social. 11. Ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

_____; CARVALHO, Raul de. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 35. Ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

_____. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capitalismo financeiro, trabalho e questão social. 8. Ed. São Paulo: Cortez, 2014.

LIMA, Kátia. Expansão da educação superior brasileira na primeira década do novo século. In: PEREIRA, Larissa Dahmer; ALMEIDA, Ney Luiz T. Serviço Social e Educação. Rio de Janeiro: Lumen Juris, p. 1-26, 2013.

LUCAS, Luiz Carlos Gonçalves; LEHER, Roberto. Aonde vai a educação pública brasileira? In: Revista Educação & Sociedade, Campinas, Ano XXII, nº 77, p. 255-266, 2001.

MARTINELLI, Maria Lucia. A perspectiva do III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais. In: Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) (organizador); Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS); Conselho Regional de Serviço Social –S. Paulo (CRESS - 9° Região); Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social (ENESSO) (co-organizadores). 30 anos do Congresso da Virada (1979-2009). Brasília: p. 97-104, 2009.

MAUÉS, Olgaíses. A Educação na contemporaneidade: mercantilização e privatização? In: Revista Universidade e Sociedade. ANDES: Brasília, Ano XV, Nº 37, p. 81-92, 2006.

MOTA, Ana Elizabete. As dimensões da prática profissional. Presença Ética. Recife: EFPE/GEPE, v. 3, n. 3, pg. 09-14, 2003.

_____; AMARAL, Ângela. Reestruturação do capital, fragmentação do trabalho e Serviço Social. In: MOTA, Ana Elizabeth (org.). A nova fábrica de consensos. Ensaios sobre a reestruturação produtiva empresarial, o trabalho e as demandas ao Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1998.

NETTO, José Paulo. A construção do Projeto Ético-Político do Serviço Social. In: MOTA, Ana Elizabete; BRAVO, Maria Inês de Souza; UCHÔA, Roberta; NOGUEIRA, Vera; MARSIGLIA, Regina; GOMES, Luciano; TEIXEIRA, Marlene (Org.). Serviço Social e saúde: formação e trabalho profissional. São Paulo: Cortez, 2006. Disponível em: http://www.fnepas.org.br/pdf/servico_social_saude/texto2-1.pdf. Acesso em 10/09/2014.

_____. Introdução ao método da teoria social. In: CFESS/ABEPSS. Serviço Social: direitos e competências profissionais. Brasília, 2009 (p.668-700).

_____. Apresentação. IAMAMOTO, Marilda Vilela. Renovação e conservadorismo no Serviço Social. – 11. Ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

PEREIRA, Larissa Dahmer. Política educacional brasileira e Serviço Social: do confessionalismo ao empresariamento da formação profissional. 2007. 378 f. Tese (Doutorado em Serviço Social), Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

_____. Expansão dos cursos de Serviço Social na modalidade EAD no Brasil: análise da tendência à desqualificação profissional. In: PEREIRA, Larissa Dahmer; ALMEIDA, Ney Luiz T. Serviço Social e Educação. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2013.

_____; Expansão dos cursos de Serviço Social na modalidade EAD: direito à educação ou discriminação educacional? Revista Ser Social. Brasília: UNB. V. 14, n. 30, p.30-49, jan./jun. 2012.

_____; ALMEIDA, Ney Luiz T. Apresentação. Revista Serviço Social e Educação. Rio de Janeiro: Lumen Juris, p. XI- XIII, 2013.

_____; Análise comparativa entre expansão dos cursos de Serviço Social EAD e presenciais. Revista Temporális. Brasília: ABEPSS. Ano 14, n. 27, p. 181-202, jan./jun. 2014.

SAGRA, Alicia. O keynesianismo não é uma saída para os trabalhadores. 2008. Disponível em: http://www.pstu.org.br/node/14496. Acesso em 10/09/2014.

SPOTORNO, Débora. A contrarreforma da educação superior do governo Lula e a formação profissional em Serviço Social: uma análise dos impactos do REUNI nos cursos de Serviço Social das universidades federais dos estados do Espírito Santo, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. 2001. 284 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Escola de Serviço Social, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

TECEDOR, Talita. Ensino à distância, um desafio à formação de assistentes sociais. In: APROPUC: Revista PUCVIVA, n. 35. São Paulo, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2016.1.21074


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS