Formação em Saúde e Serviço Social: as residências em questão - Education in health and Social Work: the residences at issue

Marina Monteiro de Castro e Castro

Resumo


A discussão em torno da formação em saúde e dos programas de residência ganhou relevância no Serviço Social a partir do final dos anos 2000, tendo em vista a ampliação da inserção dos assistentes sociais nos programas. Ao mesmo passo que se avança na qualificação da formação continuada em saúde, tem-se o aprofundamento do projeto de mercado proposto para a área da saúde a partir dos governos Lula e Dilma. Assim, o presente artigo visa apresentar o debate sobre a formação em saúde e as particularidades do processo formativo na residência, apontando elementos para qualificar a inserção dos assistentes sociais neste espaço.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS