Adoção tardia: o desafio da garantia do direito à convivência familiar e comunitária - Late adoption: the challenge of ensuring the right to living in a family and community

Ana Cláudia Araújo Queiroz, Liana Brito

Resumo


O artigo analisa os significados e percepções da adoção tardia dos pretendentes à adoção e dos profissionais de Serviço Social, de uma instituição pública do Estado de Ceará, resultado de uma pesquisa no setor de adoção. Teve caráter qualitativo, utilizando a pesquisa de campo, observação direta, pesquisa bibliográfica e análise do discurso. O estudo expõe o contexto da adoção tardia, destacando as dificuldades na articulação entre a realidade do perfil das crianças disponíveis à adoção, o perfil desejado pelos pretendentes e a defesa do direito da criança à convivência familiar e comunitária. Nesse sentido, o artigo pretende contribuir para o aprofundamento teórico, metodológico, ético e político da questão da adoção tardia no campo da intervenção dos assistentes sociais.

Palavras-chave


Abandono; Família; Adoção Tardia;

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1677-9509


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.