Otimizando a qualidade de vida das pessoas idosas institucionalizadas

Cristiane Cardoso de Oliveira

Resumo


Pensar, refletir e estudar sobre a instauração do processo de envelhecimento exige compreender as várias dimensões do mesmo. O intuito é a intervenção, com ênfase no cuidado, a partir da equalização de idéias, da alocação de recursos e da compatibilização de interesses e necessidades na busca por uma vida qualitativamente mais desejada, ainda que em condição de abrigamento em serviços específicos de atenção e cuidado gerontológico. Problematizar o incremento na qualidade de vida dos idosos evidencia uma intervenção profissional fundamentada, articulada e sensível às demandas emergentes e à viabilização de estratégias de enfrentamento das mesmas. A prática profissional viabiliza-se na execução do processo de trabalho que tem como objeto as diferentes e múltiplas expressões da questão social e das necessidades sociais. Serão abordados os elementos constitutivos do processo de trabalho do serviço social no contexto dos serviços gerontológicos. Assim como o referencial teórico metodológico adotado para subsidiar a problematização do estudo em questão, no sentido de buscar alternativas para fomentar a garantia dos direitos sociais e do exercício da cidadania que incidem na melhoria das condições de vida dos idosos institucionalizados.

Palavras-chave – Velhice. Envelhecimento. Cuidado.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1677-9509


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.