A decomposição do Estado e o protagonismo da sociedade civil no enfrentamento da questão social no Brasil: os dilemas da cidadania e da democracia na contemporaneidade

Silene de Moraes Freire, Douglas Ribeiro Barboza

Resumo


O presente artigo foi elaborado a partir de preocupações profissionais voltadas para desvelar a presença e o enfrentamento, por parte do Estado e da sociedade civil, da questão social no cenário histórico-cultural da sociedade brasileira, evidenciado a partir da década de noventa, sobretudo, quando observamos a guinada do Estado brasileiro para a “mentalidade privatizante” que as reformas estruturais de cunho neoliberal promoveram. No caso brasileiro, tal projeto reafirma uma das particularidades de nossa cultura política: o moderno se constitui por meio do “arcaico”, recriando nossa herança histórica ao atualizar aspectos persistentes e, ao mesmo tempo, transformando-os no contexto da globalização. Pretendemos, assim, discutir de que modo a permanência histórica da desigualdade social, dos limites da cidadania e da democracia serviram como elemento facilitador para a implementação da agenda neoliberal no Brasil.

Palavras-chave – Estado. Sociedade civil. Questão social. Cidadania. Democracia.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1677-9509


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.