Abrigos para adolescentes: lugar social de proteção e construção de sujeitos?

Rosane Janczura

Resumo


Este artigo aborda o uso indiscriminado da medida de proteção Abrigos para Adolescentes, na cidade de Santa Maria, mostrando as dificuldades na transição das antigas orientações da política de atendimento à criança e ao adolescente para a indicada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Sugere um amplo debate e urgente revisão com todos os envolvidos no processo de encaminhamento e acolhimento de adolescentes aos abrigos municipais, para que este seja um efetivo espaço social de proteção para aqueles que necessitam de apoio fora do contexto familiar e comunitário.
Palavras-chave – Abrigos para adolescentes. Direitos das crianças e dos adolescentes. ECA.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS