O “Trabalho Poético” de Carlos de Oliveira

Letícia Valandro

Resumo


O presente trabalho visa analisar a poesia de Carlos de Oliveira, escritor neo-realista português, ressaltando, sobretudo, a presença da realidade e de sua consciência da realização poética como trabalho oficinal. Como poeta neo-realista, primeiramente se apresenta uma reflexão sobre o período histórico, suas características e implicações. A seguir, realiza-se uma apresentação da poética de Carlos de Oliveira, poeta e romancista que parte da realidade para compor suas obras. Através da análise de alguns poemas de Trabalho Poético, antologia de poemas escolhidos e reescritos por ele mesmo, pode-se perceber claramente como a realidade e a consciência sobre o fazer poético aparecem e têm relevância em sua obra.

Palavras-chave


Poesia; Carlos de Oliveira; Neorrealismo; Portugal

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.