Spec,TopP versus Spec,IP: Os limites de uma análise de ‘lá’ como sujeito expletivo

Bruna Karla Pereira

Resumo


Neste artigo, elaboramos uma hipótese para a análise de ‘lá’ em sentenças inacusativas com ‘vir’ e existenciais com ‘ter’. Inicialmente, argumentamos contra a proposta segundo a qual ‘lá’ seria um sujeito expletivo em Spec,IP. Posteriormente, defendemos que sua posição de merge seria Spec,TopP, visto que ‘lá’ veicula informação dada, ocupa posição inicial e permite recursão de outro tópico à sua esquerda. Além disso, no intuito de corroborar essa análise, apresentamos evidências independentes, a partir de sentenças imperativas e assertivas, que justificam a presença de ‘lá’ no mapeamento de projeções funcionais pertencentes ao domínio do CP.

Palavras-chave


‘lá’; sujeito expletivo; construções existenciais; construções inacusativas; domínio do CP.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.