Apropriação sociocognitiva da escrita: uma discussão sobre a dimensão intrassubjetiva da linguagem

Mary Elizabeth Cerutti-Rizzatti

Resumo


Este estudo tematiza a apropriação sociocognitiva da escrita, à luz do conceito de intersubjetividade vigotskiano, propondo uma ressignificação do conceito de intrassubjetividade delineado pelo teórico russo. Tal proposta de ressignificação dá-se com base no modelo conexionista, em busca de aproximação com as neurociências, dada a compreensão de que Vigotski, no início do século XX, ao tratar do universo intrassubjetivo, trouxe importantes elementos que, de algum modo, podem evocar o processamento neural da aprendizagem que subjaz às teorizações conexionistas. Sob esse enquadramento teórico, a pesquisa buscou responder ao seguinte problema: Que imbricamentos é possível depreender entre a configuração das relações intersubjetivas mantidas pela criança e a apropriação sociocognitiva da língua escrita no que diz respeito à configuração formal e aos usos sociais a que se presta essa mesma escrita? O estudo foi desenvolvido em uma comunidade de desprivilegiamento socioeconômico e estigmatização cultural, na periferia da cidade de Florianópolis/SC/BR, em 2008. Analisaram-se as características do universo intersubjetivo da criança e suas concepções sobre a língua escrita. As categorias de análise contemplaram delineamento familiar e escolar em se tratando dos usos da escrita e habilidades cognitivas das crianças para lidar com a escrita enquanto instrumento de relacionamento intersubjetivo. A base teórica são estudos de Vigotski sobre relações entre desenvolvimento e aprendizagem, linguagem e pensamento e formação de conceitos, bem como fundamentos das neurociências cognitivas e o modelo conexionista.

Palavras-chave


língua escrita; relações intersubjetivas e intrassubjetivas; processamento.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.