A generalização em desvios fonológicos: o caminho pela recorrência de traços

Carmen Lúcia Barreto Matzenauer

Resumo


O presente artigo discute a construção do sistema consonantal, em caso de desvio fonológico, a partir de processo de terapia. Defende serem a adição de novos segmentos e classes naturais, bem como a ocorrência de generalização, o resultado da ativação de novos traços distintivos, motivada por dois movimentos – de expansão e de solidificação –, sendo o primeiro responsável pelo alargamento do sistema de contrastes e o segundo, pelo alargamento do sistema com base em traços já recorrentes/estáveis na fonologia da criança. Em caso de terapia, o movimento de solidificação passa a integrar a idéia de compartilhamento de traços, visto que se entende que a expansão do sistema segue o caminho dos traços compartilhados pelo segmento-alvo e pelos segmentos emergentes na aquisição.

Palavras-chave


desvios fonológicos; construção de sistema consonantal; generalização; adição de traços; recorrência de traços.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.