Aquisição não-linear durante o processo terapêutico

Márcia Keske-Soares, Karina Carlesso Pagliarin, Maria Rita Leal Ghisleni, Regina Ritter Lamprecht

Resumo


O objetivo deste trabalho foi verificar a aquisição não-linear de duas crianças com desvio fonológico durante o tratamento. Participaram da pesquisa dois sujeitos (S1 e S2), do sexo masculino, S1 com 5:1 de idade, apresentava desvio fonológico de grau severo, e o S2 com 4:11 de idade, desvio fonológico moderado-severo. Os sujeitos receberam tratamento pelo modelo ABAB-Retirada e Provas Múltiplas durante 36 sessões de terapia. Observou-se descontinuidade no processo de aquisição fonológica principalmente das líquidas. Conclui-se que a atenção do clínico deve estar voltada para a generalização dos fonemas trabalhados, mas também é importante o conhecimento de que o processo de aquisição fonológica é não-linear, sendo o processo de regressão comum durante o estabelecimento dos fonemas.

Palavras-chave


fala; criança; distúrbios da fala; fonoterapia.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726

ISSN-L: 0101-3335

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS