A leitura: dos microprocessos aos macroprocessos, uma relação complementar

Nakita Ani Guckert Marquez, Juliane Dutra da Rosa Silvano

Resumo


Diante dos resultados insatisfatórios apontados pelo Programme for International Student Assessment (PISA 2015) no que se refere ao desenvolvimento da leitura de alunos brasileiros, o presente artigo traz a análise da relação complementar entre micro e macroprocessos e a sua importância no desenvolvimento da leitura competente. Para tal, baseia-se nas descobertas da psicologia cognitiva para retomar e discutir teoricamente os aspectos cognitivos envolvidos no processamento da leitura, de modo a compreender a inter-relação dos processos de decodificação e de compreensão leitora e o seu papel para o desenvolvimento de uma leitura competente. Decodificação e compreensão são aqui percebidas como processos cognitivos que se relacionam no decorrer da leitura e que, através de tal relação, podem colaborar na formação de leitores proficientes, que compreendem aquilo que leem e que fazem uso social de sua leitura.


Palavras-chave


Leitura. Processos cognitivos da leitura. Decodificação. Compreensão de leitura.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Câmara dos Deputados. Comissão de Educação e Cultura. Relatório final do Grupo de trabalho alfabetização infantil: os novos caminhos. Brasília: Câmara dos Deputados, 2003. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/ce/documentos-1/relatorio-de-atividades/Relat_Final.pdf. Acesso em: 08 out. 2018.

CATALÀ, Glória et al. Evaluación de la comprensión lectora: pruebas ACL (1º - 6º de primaria). Madrid: Graó, 2001.

CLARKE, Paula et al. Ameliorating children’s readingcomprehension difficulties: a randomized controlled trial. Psychological Science, New York, v. 21, n. 8, p. 1106-1116, Aug. 2010. https://doi.org/10.1177/0956797610375449

COELHO, Carmen Lucia Gobel; CORREA, Jane. Compreensão de leitura: habilidades cognitivas e tipos de texto. Psico, Porto Alegre, v. 48, n. 1, p. 40-49, 2017. https://doi.org/10.15448/1980-8623.2017.1.23417

COLTHEART, Max. Modelando a leitura: a abordagem da dupla rota. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 24-41.

CORSO, Helena Vellinho; SPERB, Tânia Mara; SALLES, Jerusa Fumagalli de. Compreensão leitora: modelos de processamento e relações com outras habilidades cognitivas. In: ROAZZI, Antônio; JUSTI, Francis Ricardo dos Reis; SALLES, Jerusa Fumagalli (org.). A aprendizagem da leitura e da escrita: contribuições de pesquisas. São Paulo: Vetor, 2013. p. 83-108.

CORSO, Helena Vellinho; SALLES, Jerusa Fumagalli de. Relação entre leitura de palavras isoladas e compreensão de leitura textual em crianças. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 3, p. 28-35, jul./set. 2009.

CRUZ, Vitor. Abordagem cognitiva da leitura. Lisboa: Lidel,2007.

CUETOS VEGA, Fernando. Psicología de la lectura: diagnóstico y tratamiento de los transtornos de lectura. Madrid: Cisspraxis, 2002.

DEHAENE, Stanislas. Os neurônios da leitura: como a ciência explica a nossa capacidade de ler. Tradução de Leonor Cabral. Porto Alegre: Penso, 2012.

ELLIS, Andrew W. Leitura, escrita e dislexia: uma análise cognitiva. Tradução de Dayse Batista. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

FARIAS, Washington Silva da. Compreensão e resumo de textos: alguns aspectos teóricos e experimentais. Revista de Letras, Fortaleza, v. 1/2, n. 22, p. 103-110, jan./dez. 2000.

GIASSON, Jocelyne. A compreensão na leitura. Portugal: Asa, 1993.

GOUGH, Philip B.; TUNMER, William E. Decoding, reading, and reading disability. Remedial and Special Education, [s. l.], v. 7, n. 1, p. 6-10, Jan. 1986. https://doi.org/10.1177/074193258600700104

HOOVER, Wesley; GOUGH, Philip B. The simple view of reading. Reading and Writing, [s. l.], v. 2, n. 2, p. 127-160, June 1990. https://doi.org/10.1007/BF00401799

KINTSCH, Walter; RAWSON, Katherine A. Compreensão. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 227-244.

KLEIMAN, Angela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Campinas: Pontes, 2008.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MORAIS, José. A arte de ler: psicologia cognitiva da leitura. Lisboa: Edição Cosmos, 1997.

MORAIS, José. Criar leitores: para professores e educadores. Barueri: Manole, 2013.

NATION, Kate. Dificuldades de compreensão da leitura em crianças. In: SNOWLING, Margaret J.; HULME, Charles (org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 266- 283.

OAKHILL, Jane; CAIN, Kate; ELBRO, Carsten. Understanding and teaching reading comprehension: a handbook. London: Routledge, 2015. https://doi.org/10.4324/9781315756042

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Brasil no PISA 2015: análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros. São Paulo: Fundação Santillana, 2016.

PERFETTI, Charles A. A capacidade para a leitura. In: STERNBERG, R. (org.) As capacidades intelectuais humanas: uma abordagem em processamento de informações. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992. p. 72-96.

PERFETTI, Charles A. Reading ability. New York: Oxford University Press, 1985.

SCARBOROUGH, Hollis. A. Connecting early language and literacy to later reading (dis)abilities. Evidence theory and practice. In: NEUMAN, Susan B.; DICKINSON, David K. (ed.). Handbook of research in early literacy. New York: Guilford Press, 2001.

SCLIAR-CABRAL, Leonor. Sistema Scliar de alfabetização: fundamentos. Florianópolis: Lili, 2012.

SCLIAR-CABRAL, Leonor. Pela melhoria na qualidade da alfabetização. Revista Estudos Legislativos, Porto Alegre, v. 9, n. 9, p. 21-38, 2015.

SPINILLO, Alina Galvão. Alfabetização e consciência metalinguística: da leitura da palavra à leitura do texto. In: MALUF, Maria Regina; CARDOSO-MARTINS, Cláudia (org.). Alfabetização no século XXI: como se aprende a ler e a escrever. Porto Alegre: Penso, 2013. p.138-154.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7726.2019.2.32364

e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.