Apresentação: Linguagem e trabalho: diálogos entre estudos discursivos e ergológicos

Maria da Glória Corrêa di Fanti

Resumo


.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, M. Para uma filosofia do ato: “válido e inserido no contexto”. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: dialogismo e polifonia. São Paulo: Contexto, 2009.

ATAHYDE, M.; BRITO, J. Introdução à edição brasileira: Ergologia e um livro-ferramenta, uma tecelagem que se propaga. In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010.

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. Tradução de Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2010a.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski (1929). 5.ed. revista. Tradução Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010b.

BAKHTIN, M. [VOLOCHINOV, V.]. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem (1929). Tradução Michel Lahud e Yara Vieira. São Paulo: Hucitec, 2006.

BORZEIX, A.; FRAENKAEL, B. (Org.). Langage et travail: communication, cognition, action. Paris: CNRS, 2001.

BOUTET, J. (Org.). Parole au travail. Paris: L’Harmattan, 1995.

DI FANTI, M. G. C. Discurso, trabalho & dialogismo: a ati-

vidade jurídica e o conflito trabalhador/patrão. 2004. 385f.

Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – LAEL, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.

DI FANTI, M. G. C. Linguagem e trabalho: diálogo entre a translinguística e a ergologia. Desenredo (PPGL/UPF), Passo Fundo, v. 8, 2012.

DI FANTI, M. G. C. Perspective dialogique et approche ergologique: (inter)faces de la relation langage-travail. Ergologia, Revue de la Société Internationale d’Ergologie, Aix-en-Provence, n. 9, 2013.

DURAFFOURG, J. O trabalho e o ponto de vista da atividade. Uma conversa entre Jacques Duraffourg, Marcelle Duc e Louis Durrive. Tradução Ana Luiza Telles e Eliza Echternacht. In: SCHWARTZ, Y.;

DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010.

FAÏTA, D. Análise dialógica da atividade profissional. Organização e tradução Maria da Glória di Fanti, Maristela França e Marcos Vieira. Rio de Janeiro: Imprinta, 2005a.

FAÏTA, D. Falar do trabalho, trabalhar a fala. Tradução Maristela Botelho França. In: Análise dialógica da atividade profissional. Rio de Janeiro: Imprinta, 2005b.

FAÏTA, D. A linguagem como atividade. Uma conversa entre Daniel Faïta, Christine Noël e Louis Durrive. Tradução Maria da Glória di Fanti e Maristela França. In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010.

FARACO, C. A. Linguagem & diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola, 2009.

FARACO, C. A. Um posfácio meio impertinente. In: BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável (1920-1924). São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

KERGOAT, J.; BOUTET, J.; JACOT, H.; LINHART, D. (Org.). Le monde du travail. Paris: La Découvert, 1998.

MAINGUENEAU, D. Gênese dos discursos (1984). Tradução Sírio Possenti. Curitiba: Criar Edições, 2005.

MAINGUENEAU, D. Cenas da enunciação. Organização de Sírio Possenti e Maria Cecília Pérez de Souza-e-Silva. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MAINGUENEAU, D. Doze conceitos em Análise do Discurso. Organização de Sírio Possenti e Maria Cecília Pérez de Souza-e-Silva. São Paulo: Parábola, 2010.

NOUROUDINE, A. A linguagem: dispositivo revelador da complexidade do trabalho. In: SOUZA-E-SILVA, M. C.; FAÏTA, D. (Org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no

Brasil e na França. Tradução Ines Polegatto e Décio Rocha. São

Paulo: Cortez, 2002.

RICHARD-ZAPPELLA, J. (Org.). Espaces de travail, espaces de parole. Rouen: Publications de l’Université de Rouen – Collection DYALANG – CNRS, 1999.

SCHWARTZ, Y. Entrevista. Revista trabalho, educação e saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, v. 4, n. 2, p. 457-466, 2006.

SCHWARTZ, Y. Reflexão em torno de um exemplo de trabalho operário. Tradução Jussara Brito e Marcus Vinícius Pereira.

In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergo-

logia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010a.

SCHWARTZ, Y. Trabalho e ergologia. Uma conversa entre Yves Schwartz, Marcelle Duc e Louis Durrive. Tradução Jussara Brito e Milton Athayde. In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010b.

SCHWARTZ, Y. A linguagem em trabalho. Tradução Maria Cecília Pérez de Souza-e-Silva e Décio Rocha. In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010c.

SCHWARTZ, Y. Trabalho e uso de si. Tradução Maria Elisabeth B. de Barros. In: SCHWARTZ, Y.; DURRIVE, L. (Org.). Trabalho & ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói: EdUFF, 2010d.

SCHWARTZ, Y. Conceituando o trabalho, o visível e o invisível. Revista trabalho, educação e saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, v. 9, supl. 1, p. 19-45, 2011.

SOBRAL, A. Ato/atividade e evento. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005.

SOUZA-E-SILVA, M. C. P.; FAÏTA, D. (Org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002a.

SOUZA-E-SILVA, M. C. P.. A dimensão linguageira em situações de trabalho. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. P.; FAÏTA, D. (Org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002b.

SOUZA-E-SILVA, M. C. P. O papel da linguagem na análise de práticas profissionais. Projeto de pesquisa, PUC/SP, 2005.

TRINQUET, P. Trabalho e educação: o método ergológico. Revista Histedbr, número especial, 2010.

VOLOCHÍNOV, V. A palavra na vida e na poesia. Introdução ao problema da poética sociológica (1926). In: BAKHTIN, M. Palavra própria e palavra outra na sintaxe da enunciação. São Carlos: Pedro & João Editores, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7726.2014.3.19111

e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.