Gênese de uma obra e esboço de uma poética: a correspondência de João Guimarães Rosa

Edna Maria Fernandes dos Santos Nascimento

Resumo


A qualidade e a diversidade do material – questionários, glossários, anotações, desenhos, comentários sobre a obra, reflexões sobre língua e literatura, indicações e referências bibliográficas – que encontramos ao ler a correspondência de João Guimarães Rosa com os tradutores de seus textos para outros idiomas atestam a importância para o estudo de sua obra. Neste artigo, pretendemos comentar alguns trechos dessa correspondência, principalmente da inédita pertencente ao Fundo João Guimarães Rosa (IEB/USP), que julgamos relevantes para elucidar o processo da gênese dessa obra e para configurar uma poética rosiana ou como o autor denominava sua “plataforma” de escritor.


Palavras-chave


Guimarães Rosa; Correspondência; Gênese; Poética

Texto completo:

PDF

Referências


BIZZARRI, Edoardo. J. Guimarães Rosa correspondência com o tradutor italiano. São Paulo: Instituto Cultural Italo-Brasileiro, 1972.

DANTAS, Paulo. Sagarana emotiva. São Paulo: Duas Cidades, 1975.

GUIMARÃES, Vicente de Paula. Joãozito: infância de João Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: José Olympio-INL, 1972.

JAKOBSON, Roman. Linguistica e poética. In: JAKOBSON, Roman. Linguistica e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1969. p. 118-162.

LARA, Cecília. Arquivo João Guimarães Rosa do IEB. Travessia 15, Florianópolis, v. 7. n. 15, p. 153-163, jul. 1987.

MARQUES, Osvaldino. Canto e plumagem das palavras. In: MARQUES, Osvaldino. A seta e o alvo: análise estrutural de textos e crítica literária. Rio de Janeiro: MEC/INL, 1957. p. 9-128.

NASCIMENTO, Edna Maria Fernandes dos Santos. Estudo da metalinguagem natural na obra de Guimarães Rosa. 1987. 602 fls (Doutorado em Linguística) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1987.

RÓNAI, Paulo. Interesse geral de uma correspondência particular. Suplemento literário d’ O Estado de São Paulo. p. 6, maio 1975.

ROSA, João Guimarães. Correspondência de João Guimarães Rosa. Fundo João Guimarães Rosa. IEB-USP.

ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1968.

ROSA, João Guimarães. Literatura deve ser vida: um diálogo de Günter W. Lorenz com Guimarães Rosa. In:

LORENZ, G. Exposição do novo livro alemão no Brasil. Frankfurt: Am Maim, Ausstellung und Mess-Gmbh des Borsenvereins, 1971. p. 267-313.

ROSA, João Guimarães. No Urubùquaquá, no Pinhém. Rio de Janeiro: José Olympio, 1969.

ROSA, João Guimarães. Sagarana. Rio de Janeiro: José Olympio, 1965.

ROSA, João Guimarães. João Guimarães Rosa: correspondência com seu tradutor alemão Curt Meyer-Clason (1958-1967). Belo Horizonte: UMFG, 2003.

ROSA, João Guimarães. Cartas a William Agel de Mello: correspondência Guimarães Rosa. São Paulo: Ateliê, 2003.

ROSA, Vilma. Relembramentos: João Guimarães Rosa, meu pai. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983.

VERLANGIERI, Iná Valéria Rodrigues. J. Guimarães Rosa: correspondência inédita com a tradutora norte-americana Harriet de Onís. Dissertação (Mestrado em Letras) – Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7726.2014.2.15363

e-ISSN: 1984-7726

ISSN-L: 0101-3335

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS