Um estudo sobre aprendizagem da língua escrita no ciclo da infância, consciência fonológica e formação linguística do alfabetizador

Norma Suely Campos Ramos, Lilian Cristine Scherer

Resumo


 Investiga-se a importância da consciência fonológica para aprendizagem da escrita no ciclo da infância e o papel do alfabetizador. Participaram do estudo 04 turmas da 1ª série do Ensino Fundamental de município piauiense (Brasil). Professores de duas turmas tiveram formação linguística, garantindo intervenção com atividades de consciência fonológica e explicitação do princípio alfabético (grupo experimental), enquanto professores das outras duas turmas não tiveram essa formação (grupo controle). Foram selecionados 23 alunos - 12 crianças no grupo experimental e 11 crianças no grupo controle. Foram coletadas amostras de escrita em abril, julho e dezembro, imediatamente seguidas da coleta de amostras da consciência fonológica. Os resultados mostraram que no mês de dezembro a quase totalidade das crianças do GE sustentava a hipótese alfabética (Nível 5), enquanto apenas 18% do GC alcançou esse nível. Conclui-se que a formação linguística do alfabetizador é crucial e que atividades de consciência fonológica facilitam a aprendizagem da escrita.

Palavras-chave


Aquisição da escrita; Consciência fonológica; Formação linguística do alfabetizador

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726

ISSN-L: 0101-3335

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS