Qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica

Karine Desirée Guedes, Helisamara Mota Guedes

Resumo


Introdução: Entre as doenças de curso crônico, a doença renal crônica dialítica está entre as que geram maior impacto na qualidade de vida do paciente. Objetivo: Caracterizar o impacto do tratamento renal substitutivo na qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura feita na base de dados da Bireme com os descritores qualidade de vida, hemodiálise e insuficiência renal crônica. Resultados: A pesquisa resultou em oito artigos científicos completos publicados entre 2003 e 2010. A presença de uma doença crônica, a necessidade de submissão a um tratamento longo, a diminuição da vida social e principalmente as limitações físicas impostas pelo tratamento são as principais causas da baixa qualidade de vida desses pacientes. Conclusão: Os artigos mostraram uma redução na qualidade de vida dos pacientes renais crônicos submetidos a tratamento renal substitutivo indicando que os piores escores nas escalas que avaliam a qualidade de vida esta relacionados ao sexo, o maior tempo de tratamento e o avançar da idade.

Palavras-chave


qualidade de vida; hemodiálise; insuficiência renal crônica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2012.1.9734

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS