Giardíase em crianças e cães do mesmo domicílio e de bairros periféricos de Lages, Santa Catarina

Camila Goetten de Almeida, Sandra Márcia Tietz Marques, David José Miquelluti, Rosiléia Marinho de Quadros

Resumo


Objetivo: O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência de giardíase e a relação entre a infecção em crianças e cães do mesmo domicílio, de seis bairros da periferia de Lages, Santa Catarina. Materiais e Métodos: O estudo foi transversal, com amostragem de 105 crianças e 105 cães do mesmo domicílio. As crianças que participaram da pesquisa, com idade entre zero e doze anos, foram atendidas em postos de saúde do Programa de Equipes de Saúde da Família (ESF) de seis bairros periféricos, no período de julho a novembro de 2005. As amostras fecais foram processadas através da técnica de centrífugo-flutuação com sulfato de zinco. Os dados foram analisados através do teste Qui-Quadrado de Pearson (χ2) com o nível de significância de 5%. Resultados: A prevalência de giardíase foi de 20% (21) para as crianças e de 18% (19) para os cães. A concordância de exames positivos entre crianças e cães foi de 18% (χ2 = 10,86 e p=0,00098). Na relação entre idades das crianças (χ2 = 2,64 e p=0,7552) e por regressão logística (p=0,684) não se altera a proporção de crianças positivas/negativas com a idade. Conforme o valor de odds ratio, a chance de uma criança com cão positivo apresentar resultado positivo é 5,5 vezes maior que a criança com cão negativo. Conclusão: A prevalência de Giardia foi alta em crianças e cães da população estudada. Cães devem ser rotineiramente avaliados por exames parasitológicos e tratados para eliminar a possibilidade de infectar outros cães ou membros da família.

Palavras-chave


giardia lamblia; crianças; cães; zoonose.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2010.1.5487

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS