Intervenção motora precoce ambulatorial para neonatos prematuros no controle postural

Carla Skilhan de Almeida, Alesandra Vargas Paines, Clarissa Balbão Almeida

Resumo


Objetivo: Verificar as aquisições motoras relacionadas ao desenvolvimento axial espontâneo não comunicativo, ou seja, controle postural e deslocamento. Isto foi feito através de um programa de intervenção motora fisioterapêutica precoce em neonatos prematuros nascidos no Hospital São Lucas - PUCRS. Materiais e Métodos: Tarefas de perseguição visual, manipulação de brinquedos e de controle postural, baseados no conceito Bobath, foram implementadas no programa interventivo. Todos os 5 prematuros que participaram deste estudo foram avaliados pelo serviço de fisioterapia por meio da Escala de Desenvolvimento do Comportamento da Criança no Primeiro Ano de Vida no ingresso do estudo e repetida a cada dois meses. Resultados: O estudo evidencia que não houve resultados estatisticamente significativos referentes às atividades posturais, de equilíbrio dinâmico e de deslocamento, mas os prematuros obtiveram progressão na classificação das avaliações. No primeiro mês da avaliação a mediana foi de 3 (classificação regular), já no terceiro e quinto mês de avaliação a mediana se manteve em 4 (classificação bom). Conclusão: A intervenção motora precoce proporcionou uma progressão na classificação da avaliação das aquisições motoras do desenvolvimento de cada prematuro, porém, não houve resultados estatisticamente significativos, referentes a atividades posturais, de equilíbrio dinâmico e de deslocamento.

Palavras-chave


intervenção precoce; crescimento e desenvolvimento; prematuro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2008.2.4200

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS