Práticas de enfermagem relativas à segurança no cuidado a idosos em serviços de saúde

Luiz Anildo Anacleto da Silva, Marinês Tambara Leite, Leila Mariza Hildebrantd, Taís da Rocha Giovernadi, Aline Piaceski Kovalski

Resumo


Objetivo: Identificar as ações de segurança a pacientes idosos atendidos em unidades básicas de saúde e em serviços hospitalares na concepção de enfermeiros.
Materiais e Métodos: Estudo de abordagem descritiva e qualitativa, desenvolvido em dois municípios do Rio Grande do Sul. Foram sujeitos do estudo, 28 enfermeiros atuantes em unidades básicas de saúde e serviços hospitalares.
Resultados: Os dados oriundos do estudo permitiram a construção de duas categorias: Segurança de idosos na prevenção de quedas; segurança de idosos na administração e uso de medicação.
Conclusão: Para a minimização dos riscos e a geração de segurança de idosos, necessita-se a implementação de múltiplas estratégias, como a reestruturação dos serviços, a reorganização da assistência e, de forma especial, a reconfiguração do processo de trabalho em saúde.


Palavras-chave


enfermagem; segurança; gestão da segurança; políticas de saúde; idoso.

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 529, de 1º de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) [internet]. Brasília: Ministério da saúde; 2013 [capturado em 11 out. 2019]. Disponível em: http://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/legislacao/item/portaria-529. https://doi.org/10.22420/rde.v11i20.774

Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente. Estratégias para a segurança do paciente: manual para profissionais da saúde. Porto Alegre: EDIPUCRS; 2013. https://doi.org/10.7476/9788575415948.0009

Quinderé PHD, Jorge MSB, Nogueira MSL, Costa LFA,

Vasconcelos MGF. Acessibilidade e resolubilidade da assistência

em saúde mental: a experiência do apoio matricial. Ciênc Saúde

Coletiva. 2013;18(7):2157-66. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-

Prochet TC, Silva MJP, Ferreira DM, Evangelista VC. Afetividade no processo de cuidar do idoso na compreensão da enfermeira. Rev Esc Enferm USP. 2012;46(1):96-102. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000100013

Izaias EM, Dellarosa MSG, Rosaneis MA, Belei RA. Custo e caracterização de infecção hospitalar em idosos. Ciênc Saúde Coletiva. 2014;19(8):3395-402. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014198.12732013

Luzia MF, Almeida MA, Lucena AF. Nursing care mapping for patients at risk of falls in the Nursing Interventions Classification. Rev Esc Enferm USP. 2014;48(4):632-40. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000400009

Correa AD, Marques IAB, Martinez MC, Laurino PS, Leão ER, Chimentão DMN. Implantação de um protocolo para gerenciamento de quedas em hospital: resultados de quatro anos de seguimento. Rev Esc Enferm USP. 2012;46(1): 67-74. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420120001

Fontanella BJB, Luchesi BM, Saidel MGB, Ricas J, Turato ER, Melo DG. Amostragem em pesquisas qualitativas: proposta de procedimentos para constatar saturação teórica. Cad Saúde Pública. 2011;27(2):388-94. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000200020

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

Abreu DROM, Azevedo RCS, Silva AMC, Reiners AAO, Abreu HCA. Fatores associados à recorrência de quedas em uma coorte de idosos. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(11):3439-46. http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152111.21512015

Morsch P, Myskiw M, Myskiw JC. A problematização da queda e a identificação dos fatores de risco na narrativa de idosos. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(11):3565-74. http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152111.06782016

Urbanetto JS, Creutzberg M, Franz F, Ojeda BS, Gustavo AS, Bittecourt HR, Steinmetz QL, Farina VA. Morse Fall Scale: tradução e adaptação transcultural para a língua portuguesa. Rev Esc Enferm USP. 2013;47(3):569-75. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420130000300007

Pasa TS, Magnago TSBS, Urbaneto JS, Baratto MAM, Morais BX, Carollo JB. Risk assessment and incidence of falls in adult hospitalized patients. Rev Latino-Am Enfermagem. 2017;25:e2862. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.1551.2862

Baixinho CRSL, Dixe MACR. Quedas em instituições para idosos: caracterização dos episódios de quedas e fatores de risco associados. Rev Eletr Enf. 2015;17(4):1-9. http://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i4.31858

Pinto IVL, Reis AMM, Almeida-Brasil CC, Silveira MR, Lima MG, Ceccatto MGB. Avaliação da compreensão da farmacoterapia entre idosos atendidos na Atenção Primária à Saúde de Belo Horizonte, MG, Brasil. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(11):3469-81. http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152111.19812015

Magalhães AMM, Moura GMSS, Pasin SS, Funcke LB, Pardal BM, Kreling A. Processos de medicação, carga de trabalho e a segurança do paciente em unidades de internação. Rev Esc Enferm USP. 2015;49(esp):43-50. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420150000700007

Aiolfi CR, Alvarenga MRM, Moura CS, Renovato RD. Adesão ao uso de medicamentos entre idosos hipertensos. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2015;18(2):397-404. http://dx.doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14035

Arruda DCJ, Eto FN, Velten APC, Morelato RL, Oliveira ERA. Fatores associados à não adesão medicamentosa entre idosos de um ambulatório filantrópico do Espírito Santo. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2015;18(2):327-37. http://dx.doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14074

Azevedo Filho FM, Pinho DLM, Bezerra ALQ, Amaral RT, Silva ME. Prevalência de incidentes relacionados à medicação em unidade de terapia intensiva. Acta Paul Enferm. 2015;28(4): 331-6. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201500056

Souza MJ, Real DSS, Cunha ICKO, Bohomol E. Práticas seguras para administração de medicamentos: construção e validação de instrumento. Enferm Foco. 2017;8(3):20-5. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2017.v8.n4.973




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2019.3.33147

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS